Dia da Informática: relembre a evolução de tecnologias em 75 anos

3 min de leitura
Imagem de: Dia da Informática: relembre a evolução de tecnologias em 75 anos
Imagem: Shutterstock/Reprodução
Avatar do autor

Nesta 15 de agosto, é comemorado o Dia da Informática. Estabelecida em 1946, a data celebra a criação dos aparelhos eletroeletrônicos e suas subsequentes tecnologias — especialmente os computadores, que catalisaram seu progresso.

Neste ano, a data também marca o 75º aniversário do evento que deu origem ao Dia da Informática: a criação do Electrical Numerical Integrator Analyzer and Computer (ENIAC), considerado o primeiro computador digital e eletrônico de grande escala. Relembre abaixo o avanço da tecnologia nas décadas seguintes:

Computadores

Desde o próprio ENIAC — que ocupava uma sala de 167 m², pesava 30 toneladas e exigia 160 kW de energia para funcionar —, muitos aspectos dos computadores foram aprimorados nos últimos 75 anos.

Em um breve comparativo, é possível notar o gigantesco salto de desempenho: enquanto o precursor dos PCs conseguia realizar 5 mil operações por segundo, o atual computador mais rápido do mundo, o Summit, alcança a marca de 200 quadrilhões de cálculos por segundo — e ocupa 520 m² de área, para uma comparação espacial "justa".

Componentes do supercomputador Summit. (Fonte: Wikipedia / Reprodução)Componentes do supercomputador Summit. (Fonte: Wikipedia / Reprodução)Fonte:  Wikipedia 

Porém, estes "gigantes" são desenvolvidos para grandes finalidades e como marcos do avanço tecnológico da humanidade. Por outro lado, para o consumidor comum, um processador com frequência média de 3 GHz consegue realizar bilhões de operações por segundo — mais do que suficiente para a maioria das tarefas cotidianas.

Além disso, o preço dos computadores também tornou-se mais acessível: um IBM System/360 poderia ser adquirido através de um financiamento anual de 8 mil euros na década de 1970. Hoje, é possível encontrar configurações funcionais a partir das centenas de reais.

Telefones e celulares

Em 1939, a Motorola lançou o que seriam os primeiros walkie-talkies, que eram carregados por soldados durante Segunda Guerra Mundial. Três anos depois, a empresa lançou os primeiros "handie-talkies", que apesar de possuir menor alcance, pesavam "apenas" 2,27 kg. Finalmente, em 1946, surgiu o primeiro serviço de telefonia móvel comercial (MTS).

Somente em 1983, porém, o "celular" tornou-se portátil com o desenvolvimento do DynaTAC, também da Motorola. Pesando pouco menos de 2 kg, o chamado "tijolão" somente foi lançado comercialmente uma década depois, com o alto custo de US$ 4 mil dólares na época.

DynaTAC, lançado comercialmente em 1983. (Fonte: TecMundo)DynaTAC, lançado comercialmente em 1983. (Fonte: TecMundo)Fonte:  TecMundo 

Em 2001, foi lançado um dos primeiros celulares com câmera embutida, o Nokia 5510, que teve uma recepção curiosa. Segundo uma notícia do The New York Times, parte do público ficou "paranoico e desconfortável" com a ideia. Atualmente, os celulares tornaram-se computadores portáteis praticamente integrados ao cotidiano moderno, possuindo diversas funções e capacidades inimagináveis há apenas alguns anos.

Televisão

Em 1946, surgiu também o primeiro modelo de televisão fabricado em massa, o RCA 630-TS. Nada portátil, aparelho possuía uma tela de apenas 10" e pesava em torno de 40 kg. Além disso, seu preço de US$ 350 na época o tornava um artigo de luxo pouco acessível. Atualmente, a tecnologia foi democratizada e pode ser adquirida em diferentes faixas de preço.

Primeiro televisor fabricado em série, o RCA 630-TS, em 1946. (Fonte: Wikipedia / Reprodução)Primeiro televisor fabricado em série, o RCA 630-TS, em 1946. (Fonte: Wikipedia / Reprodução)Fonte:  Wikipedia 

Carros

Prejudicada pela guerra, a indústria automobilística na década de 1940 se adaptou de uma maneira curiosa. Considerando a crescente demanda de materiais como alumínio e zinco, utilizados em outros componentes voltados para o belicismo, as fabricantes de carros populares adotaram compostos como ferro fundido e aço em seu processo de fabricação.

Super Deluxe, de 1946. (Fonte: American Dream Cars / Reprodução)Super Deluxe, de 1946. (Fonte: American Dream Cars / Reprodução)Fonte:  American Dream Cars 

Essa mudança tornou os veículos da época pesados e desbalanceados. O popular Super DeLuxe Tudor, fabricado pela Ford em 1946, por exemplo, pesava em torno de 1,4 tonelada e possuía autonomia de 6,3 km por litro de combustível.

Atualmente, com o avanço da informática, os veículos se tornaram mais eficientes e sustentáveis, permitindo uma nova categoria de modelos elétricos, como o Model S Long Range da Tesla, que consegue viajar 650 km com uma recarga.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.