Inteligência natural: a importância do equilíbrio emocional na era digital

3 min de leitura
Imagem de: Inteligência natural: a importância do equilíbrio emocional na era digital
Imagem: Shutterstock
Avatar do autor

Seu celular já tem. Seus games, mais ainda. Possivelmente ferramentas de produtividade, gestão e segurança no trabalho também. Na verdade, ela é um recurso cada vez mais comum no trabalho e em casa. Estamos, claro, falando de Inteligência Artificial. Este recurso está ganhando aplicações e popularidade em grande velocidade, e não é sem motivo. Na empresa onde eu trabalho, por exemplo, seu uso permite mais velocidade e precisão em detecção e remediação de ameaças, e tem ajudado a criarmos soluções cada vez mais efetivas.

Nesse mundo cada vez mais rápido, dinâmico e sempre em busca de soluções, é fácil deixar a tecnologia assumir o protagonismo e deixar o lado humano das relações dentro e fora do trabalho tomarem conta. Passamos tanto tempo em um mundo virtual, móvel, que nos acompanha em todo lugar, que muitas vezes olhamos menos do que deveríamos para outras inteligências, as naturais, as que deveriam importar mais. De novo: é fácil cair nesse erro, por força da rotina, das cobranças, da velocidade do mundo. Especialmente por isso, devemos adotar uma outra postura em todos os ambientes de nossa vida. Mas qual? Mas como?

Um primeiro passo importante está justamente na forma como olhamos para a rotina. Quanto tempo do seu dia é dedicado a você mesmo, sua família e atividades que não tenham a ver com trabalho? Para muita gente, a resposta é quase zero. Entre reuniões, projetos e prazos, muitos profissionais acabam dedicando horas fora do trabalho para questões profissionais, às vezes justificando para si que estão “dando uma adiantada” ou “aproveitando para tirar coisas da frente”. Sim, isso pode acontecer, mas, quando vira rotina, pode ser o caso de repensar a forma de trabalhar.

Mesmo quando não estão focadas em trabalho, milhões de pessoas acabam deixando seu lazer também dentro do meio virtual, ainda mais depois da pandemia, com limitações e movimentação, aglomeração e deslocamento. Desconectam do ambiente corporativo, mas não do celular, PC ou Mac, migrando direto para o streaming de vídeos, games ou redes sociais. Sem dúvida são ótimas formas de entretenimento e não devem ser descartadas, mas, novamente, não é interessante que sejam as únicas, especialmente quando elas passam a ocupar parte importante de sua vida privada, limitando seu contato e interação reais, com pessoas no mundo físico.

A receita para se evitar tudo isso pode soar clichê, mas é realmente eficaz. Atividades físicas, mesmo leves ou moderadas, são determinantes para combater problemas comuns de estresse e ansiedade, que só vêm crescendo em tempos recentes. Não é necessário virar um atleta, basta reservar um tempo em que seu corpo e sua mente vão focar em outra coisa que não o digital, é a oportunidade de trazer novos estímulos para você e, por que não, novas oportunidades de interação social. Na mesma linha, fazer atividades como cursos de artes, línguas e outras habilidades não relacionadas à sua profissão podem trazer grandes benefícios, porque exercitam partes diferentes de sua mente e te desafiam de formas variadas.

Finalmente, dentro de casa, vale a pena atentar para o relacionamento com as pessoas que dividem o ambiente com você. Tomar um café junto, fazer refeições sem o celular do lado, conversar sobre o dia: tudo isso e muito mais ajudam a desconectar um pouco do mundo digital e fortalecer sua conexão com as pessoas à sua volta.

Pequenos cuidados como estes podem ser decisivos para melhorar sua qualidade de vida, fortalecer sua inteligência emocional, manter a ansiedade sob controle e garantir que você esteja sempre em sua melhor versão, seja no mundo físico, seja no virtual.

*****

Marisa Travaglin, colunista do TecMundo, é head de Marketing da Trend Micro Brasil há mais de 5 anos, tem mais de 20 anos de experiência estratégica e prática em Marketing e Comunicação. Marisa possui vários prêmios reconhecidos, tais como: 50 Tops Mulheres em Cybersegurança para América Latina, Womcy (2021); Innovation Award, Trend Micro (2016/2017); Fortinet (Tampa) - Award: Major Global Project, Telefonica (2014); Arbor (Miami) Recognition Partnerships/Project Award, Telefonica (2013)

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.