Apple supera previsões e registra lucro trimestral recorde

1 min de leitura
Imagem de: Apple supera previsões e registra lucro trimestral recorde
Imagem: Unsplash
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Apple anunciou nesta terça-feira (27) os resultados financeiros do terceiro trimestre fiscal de 2021, que inclui os meses de abril, maio e junho. De acordo com a empresa, a receita registrada foi de US$ 81,43 bilhões, o equivalente a mais de R$ 420 bilhões pela cotação do dia, enquanto o lucro líquido chegou a US$ 21,74 bilhões (mais de R$ 112 bilhões).

Os números da receita representam um recorde histórico para a Maçã, com aumento de 36% em relação ao mesmo período do ano passado, quando atingiu US$ 59,7 bilhões. O lucro líquido também superou o do trimestre equivalente em 2020 (US$ 11,25 bilhões).

No comunicado divulgado, a gigante de Cupertino revelou ainda que o lucro trimestral por ação ficou em US$ 1,30, contra US$ 0,65 do relatório anterior. Já o dividendo em dinheiro foi declarado pelo conselho da empresa em US$ 0,22 por ação ordinária, com previsão de pagamento no dia 12 de agosto.

Os iPhones foram o destaque, liderando as vendas entre os produtos da marca.Os iPhones foram o destaque, liderando as vendas entre os produtos da marca.Fonte:  Unsplash 

O CEO da Apple Tim Cook comemorou os resultados e valorizou os colaboradores. “Neste trimestre, nossas equipes construíram um período de inovação incomparável, compartilhando novos produtos poderosos com nossos usuários, em um momento em que usar a tecnologia para conectar pessoas em todos os lugares nunca foi tão importante”, observou.

Ganhos por produto

As vendas de iPhones foram as principais responsáveis por impulsionar as receitas da companhia, com destaque para o mercado chinês, onde houve alta de 58,2% no comparativo anual. A marca somou US$ 39,57 bilhões somente com as unidades comercializadas do celular em todo o mundo, um avanço de 49,8%.

Em segundo lugar, aparece a receita com serviços, que gerou US$ 17,49 bilhões, seguida pela comercialização de acessórios e wearables (US$ 8,78 bilhões). Os ganhos com as vendas de Macs (US$ 8,24 bilhões) e iPads (US$ 7,37 bilhões) fecham a lista.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.