Porto de Santos terá 5G 'de verdade' em teste piloto

1 min de leitura
Imagem de: Porto de Santos terá 5G 'de verdade' em teste piloto
Imagem: Santos Brasil/Reprodução
Avatar do autor

O Complexo Portuário de Santos deverá receber o projeto piloto de 5G standalone, que não depende mais da tecnologia 4G, também chamado de 5G pleno. A escolha do local foi determinada em uma reunião conjunta entre os titulares dos ministérios das Comunicações e da Infraestrutura, Fábio Faria e Tarcísio Freitas, em reunião realizada na semana passada.

Localizado no estuário de Santos, que marca a intersecção dos municípios paulistas de Santos, Guarujá e Cubatão, o complexo é constituído por um conjunto de terminais destinados à armazenagem e movimentação de cargas e passageiros. Considerado o maior porto da América Latina, Santos receberá a tecnologia release 16, que garante 20 vezes mais velocidade para downloads e redução da latência.

Fonte: Governo Federal/ReproduçãoFonte: Governo Federal/ReproduçãoFonte:  Governo Federal 

Exigências do leilão 5G

A inclusão no edital do leilão 5G do release 16 da 3GPP (3rd Generation Partnership Project) faz com que as teles tenham que montar redes standalone de 5G puro, que não conseguem reaproveitar a infraestrutura 4G existente.

O release 16, que será introduzido no Complexo Portuário de Santos, foca em conexões máquina-a-máquina massivas (mMTC) e conexões superconfiáveis (URLLC). Avesso à versão DSS do 5G (que "recicla" frequências 4G), o ministro das Comunicações promete 20 projetos de 5G pleno até o final deste ano, que irão privilegiar projetos de agronegócio ou infraestrutura.

No entanto, toda a implementação da estrutura depende ainda da votação do edital do 5G, que será realizada no Tribunal de Contas da União no dia 18 de agosto. Somente após a aprovação, o governo federal poderá fixar uma data para o leilão, que irá beneficiar 27 capitais até julho de 2022.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.