FTC acusa Broadcom de monopólio ilegal de chips de internet e TV

1 min de leitura
Imagem de: FTC acusa Broadcom de monopólio ilegal de chips de internet e TV
Imagem: Pixabay/Reprodução
Avatar do autor

A Comissão Federal de Comércio dos Estados Unidos (FTC) emitiu uma queixa formal contra a Broadcom por um suposto monopólio. A empresa é acusada de práticas ilegais nos mercados de componentes de semicondutores usados para fornecer serviços de Internet de banda larga e televisão.

A empresa se tornou um grande fornecedor de chips Wi-Fi e Bluetooth para empresas como a Apple. Contudo, a reclamação da agência refere-se a um segmento de chips para comunicações de empresas como a AT&T e Verizon — um mercado estimado em US$ 2,5 bilhões, que representa mais de 10% da receita total da Broadcom.

Monopólio de mercado de chips

Broadcom Inc. é líder global em soluções de software de semicondutores e infraestrutura. (Fonte: Pixabay/Reprodução)Broadcom Inc. é líder global em soluções de software de semicondutores e infraestrutura. (Fonte: Pixabay/Reprodução)Fonte:  Pixabay/Reprodução 

A FTC afirma que, desde 2016, a Broadcom usa acordos de exclusividade de longo prazo com clientes, incluindo provedores de serviços e fabricantes de equipamentos (OEMs), para obrigar o uso de seus produtos.

A agência fiscalizadora alega que a empresa ameaçou retaliar os clientes considerados “desleais” cobrando preços mais altos, impedindo o acesso a seus produtos. A empresa também teria ameaçado cortar o suporte para componentes adquiridos anteriormente.

Fazem parte da denúncia, também, as negociações da Broadcom com os provedores de serviços de TV e banda larga.

Acordo proíbe exclusividade

A FTC anunciou um acordo com a Broadcom que proíbe a empresa de fechar certos acordos de exclusividade com clientes. A decisão engloba o fornecimento de "chips importantes para decodificadores de transmissão tradicionais e dispositivos de Internet de banda larga de fibra e DSL", afirma a agência.

Ainda segundo o acordo, a empresa também deve parar de condicionar o acesso ou exigir termos favoráveis de fornecimento para esses chips aos clientes que se comprometem com a exclusividade para o fornecimento dos semicondutores. Além disso, o órgão veda a retaliação de clientes por fazer negócios com os concorrentes da Broadcom.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
FTC acusa Broadcom de monopólio ilegal de chips de internet e TV