Mercado Livre compra US$ 7,8 milhões em Bitcoin, revela documento

1 min de leitura
Imagem de: Mercado Livre compra US$ 7,8 milhões em Bitcoin, revela documento
Imagem: Reprodução
Avatar do autor

Um balanço divulgado pela Comissão de Valores Mobiliários dos Estados Unidos na última quarta-feira (05) revela que o Mercado Livre investiu US$ 7,8 milhões em Bitcoin no primeiro trimestre de 2021 (mais de R$ 40 milhões, na cotação de hoje).

De acordo com o documento, a compra de moedas virtuais, que agora fazem parte dos "ativos intangíveis de duração indefinida" da empresa, faz parte de uma estratégia de preservação de reservas.

O movimento da companhia de capital aberto listada na Nasdaq, bolsa de valores norte-americana, e que atua no Brasil e no México, dentre outros países, acompanha sua crescente adesão à criptomoeda.

Em abril, por exemplo, a unidade passou a ser aceita como forma de pagamento de imóveis na plataforma na Argentina, onde fica a sede da gigante.

Mercado livre aposta no Bitcoin como ativo intangível.Mercado livre aposta no Bitcoin como ativo intangível.Fonte:  Reprodução 

Desempenho sólido

No comunicado, há outras informações a respeito do primeiro trimestre de 2021 do Mercado Livre. Receita líquida de US$ 1,4 bilhão, volume total de pagamentos de US$ 14,7 bilhões e volume bruto de mercadorias de US$ 6,1 bilhões são algumas delas.

"Nossos resultados financeiros foram mais uma vez marcados por um crescimento acelerado devido à forte demanda por e-commerce e serviços fintech em um ambiente promissor, mas ainda desafiador", destaca Pedro Arnt, diretor financeiro da companhia.

"Nosso sólido desempenho trimestral ilustra nosso compromisso em executar nossas prioridades estratégicas de longo prazo, pois continuamos focados em nosso propósito de democratizar o acesso ao comércio e ao dinheiro na América Latina, reconhecendo o importante papel econômico que desempenhamos nos países onde operamos", finaliza.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.