Elétricos são caros? 'Kwid europeu' deve acabar com a má fama

1 min de leitura
Imagem de: Elétricos são caros? 'Kwid europeu' deve acabar com a má fama
Imagem: Dacia/Divulgação
Avatar do autor

Se você acredita que os carros elétricos são inacessíveis, devido aos altos valores, temos uma boa notícia. O Dacia Spring Eletric, versão elétrica do Renault Kwid no Brasil, deve ser vendido na Europa por um valor extremamente abaixo do padrão.

Com os subsídios para carros na Alemanha, os consumidores poderão comprar o modelo básico por apenas € 10.920 (cerca de R$ 71 mil). Sem o subsídio, custaria € 20.490 (cerca de R$134 mil). O modelo Comfort Plus é mais caro, custando € 9.570 (cerca R$ 62 mil). Em comparação, os modelos da linha Renault Kwid 2021 estão sendo vendidos no Brasil por valores entre R$ 38.690 e R$ 49.290, sem opcionais ou acessórios extras.

DaciaO modelo básico deve ser o mais barato do mercado de elétricos (Dacia/Divulgação)

O modelo premium conta com um sistema de navegação com tela de toque de 7 polegadas, sensores de estacionamento, câmera reversa, pintura metálica e um carregador rápido opcional. Já o modelo básico tem ar-condicionado, rádio habilitado para Bluetooth e espaço para cinco pessoas. Porém, a velocidade do carro não é das mais rápidas. O Spring conta com um motor de 44 cv, alimentado por uma bateria de 27 kWh. O veículo deve demorar quase 20 segundos para atingir 60 km.

Segundo informações divulgadas pela Dacia, a bateria demora apenas 5 horas para recarregar totalmente em plugues de 7,4 kW. Também pode ser utilizada tomadas residenciais de 220 V, mas processo será mais demorado, levando cerca de 14h.

Espera-se que os modelos elétricos da marca cheguem ao Brasil em 2022.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.