CEO da Huawei diz que empresa sobreviverá e quer falar com Biden

1 min de leitura
Imagem de: CEO da Huawei diz que empresa sobreviverá e quer falar com Biden
Imagem: Huawei Central
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Sumido das mídias há quase um ano, o fundador da Huawei, Ren Zhengfei, afirmou nesta terça-feira (9) durante um evento na cidade chinesa de Taiyun que confia na capacidade de sua empresa em suportar as dificuldades atuais e sobreviver. Foi o primeiro pronunciamento público de Zhengfei após a posse do novo presidente dos EUA, Joe Biden.

Justificando suas palavras, o CEO informou que a Huawei registrou, no ano passado, um crescimento positivo de receita e lucro líquido. Para o exercício atual, a empresa continua a testemunhar “níveis significativos de confiança de seus clientes”, segundo registrado pela agência Reuters.

Fonte: Getty Images/ReproduçãoFonte: Getty Images/ReproduçãoFonte:  Getty Images 

Falando diretamente à mídia internacional da China, Zhengfei pediu um restabelecimento nas relações entre os EUA e a Huawei. Expressando o desejo de falar pessoalmente com o presidente Biden, o empresário chinês diz que quer “comprar grandes volumes de materiais, componentes e equipamentos americanos para que todos possamos nos beneficiar do crescimento da China”.

Apesar do otimismo do fundador, suas declarações chegam em um momento particularmente difícil para a companhia, face à pressão das sanções determinadas pelo governo Trump. De acordo com a empresa de análises Counterpoint Research, as remessas de celulares da Huawei caíram 41% no último trimestre de 2020, levando a outrora líder na área para um modesto sexto lugar no ranking mundial.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
CEO da Huawei diz que empresa sobreviverá e quer falar com Biden