Bing quer substituir Google caso buscador saia da Austrália

1 min de leitura
Imagem de: Bing quer substituir Google caso buscador saia da Austrália
Imagem: Bing
Avatar do autor

A briga entre a Google e o governo da Austrália continua, com o buscador ameaçando deixar de operar no país caso uma taxa para exibição de notícias locais seja cobrada. Agora, uma nova empresa entrou na disputa: a Microsoft, que garante o funcionamento do Bing no lugar do concorrente caso ele decide abandonar a região.

Segundo a agência de notícias Reuters, a informação foi confirmada pelo primeiro-ministro Scott Morrison. Ele conversou diretamente com o CEO da empresa, Satya Nadella, que garantiu o interesse. Atualmente, o Bing é o segundo mecanismo de pesquisa mais usado no país — sendo que o líder tem 94% de domínio.

A Google ameaçou tirar o buscador da Austrália caso o imposto para veículos locais de mídia seja aprovado e já fez até uma carta aberta para impedir a regulamentação. Atualmente, o processo encontra-se em fase de audiências públicas.

O que diz a Microsoft

"Nós reconhecemos a importância de um setor de mídia vibrante e de jornalismo de interesses público em uma democracia, e reconhecemos os desafios que o setor de mídia encara há muitos anos por modelos de negócio transformadores e preferências do consumidor", afirmou uma porta-voz da empresa. A Google não se manifestou sobre o caso.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.