Google ameaça tirar buscador da Austrália por causa de imposto

1 min de leitura
Imagem de: Google ameaça tirar buscador da Austrália por causa de imposto
Imagem: Pixabay
Avatar do autor

A briga entre a Google e o governo australiano está longe de chegar ao fim e pode resultar em medidas drásticas por parte da companhia. De acordo com a BBC, a marca ameaçou retirar o buscador do país caso as polêmicas legislativas não sejam resolvidas.

A disputa foi agravada a partir de abril de 2020, quando o governo australiano iniciou os trâmites para aprovar uma lei que cobra taxas de empresas de tecnologia que desejam veicular notícias locais em suas plataformas. O dinheiro seria destinado às empresas de mídia e, por enquanto, ainda está em fase de debate no Senado.

A diretora do Google na região, Melanie Silva, afirmou em uma audiência com os políticos locais que as leis são "impraticáveis" e que, caso a atual versão do projeto seja aprovada, "não nos daria chances reais a não ser parar de disponibilizar o buscador do Google na Austrália". Em outubro do ano passado, a Google chegou a lançar uma carta aberta contra a regulação, mas não foi capaz de impedir a campanha.

França

Curiosamente, a Google encara de forma diferente um processo parecido. Na França, ela concordou em fazer licenciamentos para empresas de publicação e agências de notícias.

Segundo a CNBC, o acordo será totalmente costurado com a Alliance de la Presse d’Information Generale, um órgão que representa as empresas de mídia locais — sendo que a presença de uma entidade antitruste e governamental forçando o acordo é o grande problema da companhia no caso australiano.


News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.
Google ameaça tirar buscador da Austrália por causa de imposto