Trump bane Alipay e mais 7 apps chineses dos EUA

1 min de leitura
Imagem de: Trump bane Alipay e mais 7 apps chineses dos EUA
Imagem: Headtopics/Reprodução
Avatar do autor

A poucos dias de deixar a Casa Branca, o presidente norte-americano Donald Trump assinou uma ordem que proíbe a transação de oito aplicativos chineses. Entre eles estão as plataformas de pagamento Alipay, QQ Wallet e WeChat Pay.

Conforme as informações do documento, o motivo para o banimento é que os “softwares representam uma ameaça à segurança nacional dos Estados Unidos”. Assim, a medida entrará em vigor em 45 dias.

WeChat Pay também está proibido de fazer transações em território norte-americano.WeChat Pay também está proibido de fazer transações em território norte-americano.Fonte:  South China Morning Post/Reprodução 

A ordem  informa que os programas podem ser usados para rastrear e construir dossiês sobre funcionários federais dos EUA. Portanto, “essa é uma ação agressiva contra aqueles que desenvolvem ou controlam softwares relacionados à China”.

“Acessando dispositivos eletrônicos pessoais como celulares, tablets e computadores, os aplicativos chineses podem capturar dados diversos dos usuários, incluindo informações de carácter pessoais e privadas”, destaca o documento.

Além dos apps citados, Tencent QQ, CamScanner, SHAREit, VMate e WPS Office também vão ser banidos do território norte-americano. Dessa forma, elas foram adicionadas à longa “lista negra de negócios”.

O TikTok foi um dos primeiros apps a sofrer com a política de repressão de Trump.O TikTok foi um dos primeiros apps a sofrer com a política de repressão de Trump.Fonte:  Weebenow/Reprodução 

EUA vs China

Durante todo o mandato, Trump criou uma política de repressão comercial contra empresas chinesas. Entre as principais vítimas das ações do presidente norte-americano estão a rede social chinesa TikTok e a gigante companhia de tecnologia Huawei.

Recentemente, a fabricante de drones DJI Technology e a produtora de processadores SMIC também foram adicionadas à "lista negra de negócios”. Com isso, as companhias norte-americanas não podem realizar transações comerciais com as chinesas.

Desde as primeiras acusações, a China negou veementemente que as empresas compartilhassem dados com o governo. Em resposta, o país asiático impôs suas próprias leis de exportação e restringiu a exportação de tecnologia militar.

News de tecnologia e negócios Deixe seu melhor e-mail e welcome to the jungle.

Fontes