Qualcomm já pode vender chips para Huawei, mas nada de 5G

1 min de leitura
Imagem de: Qualcomm já pode vender chips para Huawei, mas nada de 5G
Imagem: Android Authority
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

A Qualcomm confirmou à agência de notícias Reuters que recebeu aval para vender produtos para a Huawei, que está sofrendo com limitações mercadológicas nos Estados Unidos. A empresa ressalta, porém, que a abertura só está disponível para alguns componentes.

A fabricante estadunidense disse que recebeu aval para vender alguns chips para a Huawei, mas apenas modelos 4G. Segundo a Qualcomm, os componentes são voltados para smartphones e a lista pode aumentar, já que a firma registrou mais produtos para aprovação pelo governo dos Estados Unidos.

A Qualcomm ainda não recebeu aval para vender chips 5G para a HuaweiA Qualcomm ainda não recebeu aval para vender chips 5G para a HuaweiFonte:  Android Authority 

A Qualcomm não revelou uma lista com os chips que foram aprovados para serem utilizados nos smartphones da Huawei. Ainda assim, a novidade é uma boa notícia para a fabricante chinesa, que está enfrentando dificuldades para colocar celulares no mercado.

Banimento

Enquanto a parceria com a Qualcomm será um respiro para a Huawei, o futuro da empresa com o 5G ainda está nebuloso. Afinal, a fabricante estadunidense possivelmente só fornecerá chips 4G para a firma chinesa em um primeiro momento.

A Huawei já utilizava chips da Qualcomm em seus smartphones intermediários e de entrada. Porém, a companhia costumava utilizar seus chips próprios para smartphones top de linha e modelos com 5G.

A Huawei não está produzindo novos chips da linha KirinA Huawei não está produzindo novos chips da linha KirinFonte:  Huawei 

A situação piorou quando a TSMC foi pressionada a evitar negócios com a Huawei. Com isso, a fabricante chinesa foi barrada de produzir os chips Kirin, feitos pela subsidiária HiSilicon, e o Mate 40 deve ser o último celular a trazer um processador da linha.

A esperança da Huawei para voltar aos seus tempos de glória seria uma mudança no banimento trazida com a troca de governo nos Estados Unidos. A tendência, porém, é que a situação ainda fique complicada para a fabricante chinesa em 2021.

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Qualcomm já pode vender chips para Huawei, mas nada de 5G