Mark Zuckerberg queria mais investigações contra Apple e TikTok

1 min de leitura
Imagem de: Mark Zuckerberg queria mais investigações contra Apple e TikTok
Imagem: Business Insider
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Uma reportagem do Wall Street Journal se aprofundou na carreira de Mark Zuckerberg e revelou que o CEO do Facebook tentou pressionar o governo dos Estados Unidos por mais investigações contra a Apple. Além disso, segundo fontes consultadas pelo jornal, o executivo solicitou que a Casa Branca também pegasse mais no pé do TikTok.

A reportagem narra a evolução política do CEO do Facebook, que acabou entrando com mais vigor nesse ramo após as investigações antitruste contra sua empresa. De acordo com o jornal, o executivo conversou com parlamentares e disse que a rede social enfrentava mais desconfiança que outras companhias, incluindo a Apple.

Mark Zuckerberg, CEO do FacebookMark Zuckerberg, CEO do FacebookFonte:  Apple Insider 

De acordo com as fontes, o executivo alegou que a Apple merecia mais atenção dos legisladores por contar com um sistema operacional próprio. Curiosamente, a empresa tem sofrido críticas atualmente por causa do assunto e já responde legalmente por práticas antitruste.

Enquanto o iOS é um dos sistemas que ajuda a distribuir o Facebook, vale lembrar que a rede social possui algumas desavenças com a Apple. Recentemente, a empresa criticou a Maçã por causa das atitudes da empresa com o Facebook Gaming, que foi rejeitado mais de cinco vezes na App Store.

TikTok

Além da Apple, o CEO do Facebook também teria conversado com parlamentares dos Estados Unidos sobre o TikTok. De acordo com os relatos obtidos pelo jornal, o executivo entrou em contato e conversou sobre o assunto com Secretário do Tesouro Steven Mnuchin e também com o conselheiro sênior da Casa Branca, Jared Kushner.

O conteúdo das conversas não foi revelado, mas o Wall Street Journal aponta que Zuckerberg queria discutir a presença do TikTok nos Estados Unidos. Recentemente, a rede social chinesa passou por um processo de banimento no país.

Em um comunicado, o Facebook disse que o comandante da empresa não influenciou no processo de banimento do TikTok. "Qualquer insinuação que [Mark Zuckerberg] encorajou o governo a banir o TikTok é falsa".

News de tecnologia e negócios Deixei seu email aqui, e welcome to the Jungle.
Mark Zuckerberg queria mais investigações contra Apple e TikTok