Pride Bank abre cadastro para novos correntistas

1 min de leitura
Imagem de: Pride Bank abre cadastro para novos correntistas
Imagem: Pride Bank/Divulgação
Avatar do autor

Antes disponíveis apenas para quem tinha convite, agora os serviços bancários do Pride Bank, primeiro banco digital voltado para a comunidade LGBTI+, são para qualquer um. Depois de oito meses funcionando em beta, a fintech abriu cadastro para novos correntistas nesta segunda (17).

Quem participou da fase inicial está recebendo seus cartões definitivos; os correntistas (chamados de Priders) que abriram contas, mas permaneceram em uma lista de espera, já conseguem fazer operações bancárias.

“Durante o período de testes, aprendemos muito para deixar a plataforma objetiva e funcional. Esse tempo foi fundamental para recebermos feedbacks; todos entenderam que precisávamos errar para poder acertar”, declarou o CEO do banco, Márcio Orlandi, em comunicado.

Nome social

Como todo bando digital, o Pride oferece serviços como conta corrente pessoa física ou jurídica, transferências, TEDs, emissão e pagamento de boletos, de contas e de impostos, além de cartão de crédito pré-pago (a carteira de serviços do Pride Bank ainda contará com empréstimos pessoais e financiamentos, ainda sem data de lançamento).

Uma das maiores (e melhores) inovações que a fintech lançou foi a possibilidade de os clientes usarem o nome social em todos os cartões do banco, além de destinar 5% dos lucros para programas ligados à comunidade LGBTI+: a Casa Arouchianos, o Fundo Elas, a Família Stronger e a ONG Eternamento SOU. Por conta da parceria com a empresa de tecnologia social Welight, os correntistas podem ver como o dinheiro é distribuído e aplicado.

Projetos sociais voltados para a comunidade LGBTI+ receberão 5% dos lucros da fintech.Projetos sociais voltados para a comunidade LGBTI+ receberão 5% dos lucros da fintech.Fonte:  Pride Bank/Divulgação 

São quatro os pacotes financeiros oferecidos pelo Pride Bank, com valores entre R$ 9,99 e R$ 39,99 (estão incluídos taxa de manutenção da conta, depósitos e emissão de boletos, além de outros serviços, a depender da contratação). O banco também oferece a opção de não se contratar nenhum pacote; porém, os custos avulsos são maiores: de R$17,69 a R$57,44.

Para mais informações, acesse o site do Pride Bank.

Pride Bank abre cadastro para novos correntistas