iFood é multado pelo Procon em R$ 2,5 milhões por golpes na maquininha

1 min de leitura
Imagem de: iFood é multado pelo Procon em R$ 2,5 milhões por golpes na maquininha
Imagem: Reprodução
Avatar do autor

O iFood foi multado pelo Procon em R$ 2,5 milhões pela cobrança de taxas consideradas abusivas e por fraudes na cobrança de taxas, aplicadas por entregadores, em São Paulo – entre outras práticas que infringem o Código de Defesa do Consumidor. A empresa de entregas tem direito à defesa e informou, por meio de nota, que as práticas afetam negativamente tanto os clientes quanto a própria companhia.

De acordo com o órgão, consumidores registraram dezenas de denúncias alegando terem sido vítimas de golpes, nos quais acabaram pagando por valores superiores aos que deviam. Além disso, o iFood teria permitido a fornecedores e parceiros que impusessem valor mínimo para finalização de pedido sem informarem a quantidade de alimentos oferecidos e entregues.

iFood é multada com valor milionário em São Paulo, mas pode recorrer.iFood é multada com valor milionário em São Paulo, mas pode recorrer.Fonte:  Reprodução 

Responsabilidade

Mesmo que apoie clientes de maneiras diversas, Fernando Capez, secretário de defesa do consumidor do Estado de São Paulo, afirma que "a empresa responde pelos atos de seus prepostos, não importa que os entregadores não sejam seus funcionários; ela deve se responsabilizar pelos seus representantes."

Ainda de acordo com o Procon, cláusulas abusivas e ilegais constam nos contratos da companhia, a exemplo do trecho em que afirma que "não se responsabiliza pela prestação do serviço contratado pelo consumidor", podendo alterar os termos de forma unilateral.

Nota da empresa

"O iFood informa não ter recebido a autuação com imposição de multa do Procon-SP. É importante ressaltar que a prática fraudulenta da maquininha afeta tanto os consumidores quanto o iFood, que, em apoio aos clientes, após análise, faz o ressarcimento mesmo diante de fraudes aplicadas por meio de aparelhos de pagamento que não pertencem à empresa. Por meio de notificações, o iFood orienta os clientes a não aceitar cobrança de valores adicionais na entrega e informa a confirmação de pagamento via app."

Fontes

iFood é multado pelo Procon em R$ 2,5 milhões por golpes na maquininha