Uber Eats vai usar PIN para evitar 'golpe dos 10 minutos'

1 min de leitura
Imagem de: Uber Eats vai usar PIN para evitar 'golpe dos 10 minutos'
Imagem: Mundo Uber/Reprodução
Avatar do autor

Agora, quem entrega comida pelo aplicativo Uber Eats vai ter que inserir um código PIN fornecido pelo cliente para finalizar o pedido e, assim, receber pelo delivery. A novidade foi a forma de a empresa acabar com o chamado “golpe dos dez minutos”, no qual o entregador não entra em contato com o cliente, espera passar os dez minutos e então, dá o pedido como cancelado, alegando não ter achado quem fez o pedido e ficando tanto com a remuneração da plataforma como com a comida.

A senha que terá que ser inserida corresponde aos últimos quatro números do celular no qual o pedido foi feito.  Segundo informou o Uber Eats em email para sua base de clientes, nem todos os pedidos vão requerer o PIN para serem encerrados. O entregador só receberá pela entrega quando finalizar o delivery inserindo em seu próprio celular os quatro números informados pelo cliente.

Clientes Uber Eats estão recebendo esta mensagem com instruções de como usar o PIN para finalizar pedidos na plataforma.Clientes Uber Eats estão recebendo esta mensagem com instruções de como usar o PIN para finalizar pedidos na plataforma.Fonte:  Uber Eats/Reprodução 

“Para aumentar a segurança e garantir que o seu pedido foi entregue corretamente, alguns pedidos poderão pedir o uso de um PIN para que possam ser finalizados. [...] Use o código xxxx para confirmar a entrega; informe o código ao entregador parceiro quando ele chegar”.

PIN para habilitar corridas

O uso de um código para verificar transações não é novidade para a plataforma: em janeiro, a empresa anunciou o lançamento de um sistema semelhante para proteger passageiros que solicitassem um carro pelo aplicativo. 

O sistema, lançado primeiramente nos EUA e no Canadá, veio depois que uma passageira americana, Samantha Josephson, solicitou uma corrida e foi assassinada depois de entrar no carro errado, em março de 2019. 

Agora, ao solicitar a viagem, o passageiro recebe um código com quatro dígitos, que deve ser informado ao motorista, antes de o cliente entrar no carro. Somente a inserção do PIN pode habilitar a corrida.

Uber Eats vai usar PIN para evitar 'golpe dos 10 minutos'