Intel admite atraso e pode lançar CPUs em 7 nm somente em 2023

1 min de leitura
Imagem de: Intel admite atraso e pode lançar CPUs em 7 nm somente em 2023
Imagem: https://itigic.com/pt/why-is-price-of-high-end-cpus-gpus-normal/
Avatar do autor

Em comunicado à impressa, onde a Intel divulgou seus resultados financeiros para o segundo trimestre de 2020, a companhia aproveitou para alertar a indústria sobre um novo atraso de seis meses no cronograma de lançamento de suas CPUs em 7 nm.

A empresa disse que seu processo de litografia em 7 nm sofreu mais atraso devido a baixo rendimento, o que tornaria esses produtos inviáveis para a comercialização. No momento, o atraso total do cronograma interno da companhia seria de aproximadamente 12 meses.

Talvez, só em 2023

Em março, Intel havia divulgado que só deveria lançar processadores em 7 nm no final de 2021. Com o novo atraso, agora, é esperado que a gigante de tecnologia só alcance o tão sonhado processo de fabricação em 7 nm no final de 2022. Isso, se tudo ocorrer com total sucesso. O mais provável, no entanto, é que essas CPUs só cheguem ao mercado no início de 2023.

Chips Intel Core de 10ª geração. (Fonte: Playground/Reprodução)Chips Intel Core de 10ª geração. (Fonte: Playground/Reprodução)Fonte:  Playground 

Litografia versus desempenho

Um dos motivos do novo atraso no cronograma da Intel, é que a empresa pretende usar tecnologias avançadas em seu nó de 7 nm, combinando, até mesmo, componentes fabricados por outras companhias. Essa estratégia poderia ser capaz de fazer seus processadores concorrer com os da AMD, mesmo portando um processo de fabricação que estaria, em teoria, defasado.

É mais ou menos o que ocorre com os atuais Intel Core de 10ª geração e os AMD Ryzen de 3ª geração, falando de uma relação litografia versus desempenho.

Estratégia arriscada

A Intel não é uma iniciante no segmento de chips, e, convenhamos, sua estratégia tem algum mérito, principalmente se observarmos o desempenho de seus chips mais recentes.

No entanto, a notícia não deixa de ser preocupante, tanto internamente quanto para a indústria. Enquanto ela estará desenvolvendo chips de 7 nm “com esteroides”, sabe-se lá o que a AMD vai aprontar com seus chips de 5 nm.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Intel admite atraso e pode lançar CPUs em 7 nm somente em 2023