Investidores dos EUA podem comprar TikTok de empresa chinesa

1 min de leitura
Imagem de: Investidores dos EUA podem comprar TikTok de empresa chinesa
Imagem: TikTok
Avatar do autor

O TikTok pode mudar de dono para driblar a atual crise de desconfiança em relação à plataforma. A estratégia foi detalhada em uma reportagem do jornal The Information.

Segundo fontes consultadas pela página, um pequeno grupo de investidores de origem norte-americana pode fazer uma oferta pelo aplicativo, um dos grandes fenômenos da atualidade em termos de redes sociais. Os empresários, ligados a fundos como General Atlantic e Sequoia Capital, estão atualmente em discussões com agências reguladoras para avaliar a possibilidade.

A ideia é retirar o comando do TikTok da desenvolvedora ByteDance, que é uma empresa originada e situada na China. Como resultado, dados de usuários não seriam mais enviados para servidores no país e a marca seria responsável apenas pela versão chinesa da rede, o Douyin. Ao tornar a companhia somente um membro do conselho sem direito a voto e acionista minoritário, o aplicativo seria aliviado das acusações de espionagem e vulnerabilidades — que geraram até críticas do grupo Anonymous, que pediu aos usuários que deletem o serviço.

Será mesmo?

A própria ByteDance avalia ofertas feitas ao TikTok desde o ano passado, quando as acusações de espionagem e preocupações com privacidade não eram tão intensas. O app ultrapassou a marca de 2 bilhões de downloads durante a pandemia do novo coronavírus e tende a crescer ainda mais em determinados mercados.

O governo dos EUA já declarou que estuda um eventual banimento do TikTok e até mesmo do WeChat, além de outros aplicativos vindos da China. A Índia, em crise de fronteira com o país asiático, já proibiu o uso de dezenas de serviços móveis que incluem a plataforma de vídeos de curta duração.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Investidores dos EUA podem comprar TikTok de empresa chinesa