Banco Central começou a monitorar pagamentos pelo WhatsApp

1 min de leitura
Imagem de: Banco Central começou a monitorar pagamentos pelo WhatsApp
Imagem: Olhar Digital
Avatar do autor

Apenas um dia após o WhatsApp anunciar seu sistema de pagamentos instantâneos, o Banco Central comunicou que está monitorando a iniciativa. Em nota ao site Convergência Digital, a instituição disse que notou grande potencial de integração com o PIX, mas deixou claro que poderá adotar medidas caso perceba ameaças do WhatsApp ao seu novo sistema.

Como já explicamos aqui no TecMundo, este recurso permitirá que usuários do mensageiro transfiram dinheiro entre contas bancárias e realizem pagamentos direto na tela de conversa do aplicativo — que são oferecidos pelo Facebook Pay e processados pela Cielo.

Em nota, o Banco Central levantou preocupações sobre a possibilidade de o novo recurso gerar riscos à interoperabilidade, velocidade, segurança e transparência do PIX. “O BC está acompanhando a iniciativa do WhatsApp e avalia que há grande potencial para sua integração ao PIX. Entretanto, o BC considera prematura qualquer iniciativa que possa gerar fragmentação de mercado e concentração em agentes específicos”, escreveu a instituição.

a  Tecnoblog/Reprodução 

O sistema de pagamentos do WhatsApp aceita cartões de débito e crédito das bandeiras Visa e Mastercard emitidos pela Nubank, Banco do Brasil e Sicredi. Segundo a própria empresa, o modelo de programa "é aberto e facilita a entrada de mais participantes no futuro". Então, a expectativa é que mais bancos entrem na parceria.

A partir deste sistema, a empresa pretende "usar os mesmos dados de pagamento em toda a família de aplicativos do Facebook". O recurso será liberado gradualmente para os usuários e em breve cntemplará todo o Brasil.

PIX e seus novos avanços

a  Olhar Digital/Reprodução 

Nesta segunda-feira (15), o Banco Central avançou um pouco mais na implantação do PIX. Pro meio da Circular 4.027, foi determinado o provedor de Sistema de Pagamentos Instantâneos (SPI) e a Conta de Pagamentos Instantâneos (Conta PI).

O sistema do BC estará disponível a partir de novembro de 2020 e, segundo a sua última atualização, a lista de bancos em processo de adesão possui nada menos que 140 empresas.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Banco Central começou a monitorar pagamentos pelo WhatsApp