Bolsa de NY: Microsoft foi a única empresa que 'cresceu' em 2020

1 min de leitura
Imagem de: Bolsa de NY: Microsoft foi a única empresa que 'cresceu' em 2020
Imagem: The Software Report
Avatar do autor

Além de ser um problema de saúde mundial, a pandemia do Coronavírus está balançando a economia globalmente, e o balanço do índice Dow Jones, o principal da bolsa de valores dos Estados Unidos, é mais uma prova disso. Dentre as 30 empresas que fazem parte da seleção, apenas a Microsoft não teve queda no valor das ações entre janeiro e março.

De acordo com os dados publicados pelo MarketWatch, que excluem dividendos, a empresa fechou o trimestre na segunda-feira (30) com as ações valendo US$ 157,71, superior ao valor de US$ 157,70 registrado em 31 de dezembro de 2019. Ou seja, além de ter sido a única empresa do índice Dow Jones a não ficar no negativo, o preço dos papéis da criadora do Windows cresceu apenas um centavo de dólar durante os três primeiros meses do ano.

O trimestre foi marcado por quedas expressivas no Dow JonesO trimestre foi marcado por quedas expressivas no Dow JonesFonte:  MarketWatch 

Enquanto a Microsoft praticamente ficou no "zero a zero" durante a crise do início do ano, empresas renomadas do Dow Jones tiveram grandes quedas durante o trimestre. A companhia aeroespacial Boeing foi a que mais sofreu no período, com as ações desvalorizando 54,2%. O conglomerado de mídia Walt Disney viu seu valor despencar 33,2% durante os três primeiros meses de 2020, o que alimentou especulações sobre uma possível aquisição pela Apple.

Home Office impulsionou MS Teams

A Microsoft conseguiu contornar a situação complicada por causa de sua oferta de serviços. Além de ser a dona da Azure, uma das principais plataformas de nuvem da atualidade, a firma também registrou um grande crescimento no Teams, aplicativo de comunicação para empresas.

Graças ao crescimento da prática de Home Office durante o período de isolamento social causado pelo Coronavírus, muitas companhias adotaram o Teams como meio de gerenciamento de equipes. Em 19 de março, a Microsoft revelou que o serviço alcançou a marca de 44 milhões de usuários ativos por dia, um crescimento de quase 38% em relação ao número divulgado pela companhia apenas duas semanas antes.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Bolsa de NY: Microsoft foi a única empresa que 'cresceu' em 2020