Coronavírus prejudica fabricação do iPhone, diz analista

1 min de leitura
Imagem de: Coronavírus prejudica fabricação do iPhone, diz analista
Essa não é uma matéria patrocinada. Contudo, o TecMundo pode receber uma comissão das lojas, caso você faça uma compra.
Avatar do autor

Agora considerado uma emergência internacional pela Organização Mundial da Saúde (OMS) e já com mais de 360 vítimas fatais só na China, o novo coronavírus vai impactar também a fabricação de aparelhos da Apple. A informação é do analista Ming-Chi Kuo, que escreveu um novo relatório para analistas e investidores da empresa.

Segundo Kuo, os últimos dados da companhia indicam que o estoque de iPhones será afetado pela disseminação do vírus, que pode reduzir em até 10% a quantidade de dispositivos fabricados. Isso faz com que a previsão de aparelhos enviados para venda caia e, consequentemente, dificulte a previsão de vendas dos iPhones para o segundo e terceiro trimestres deste ano.

O modelo mais afetado é possivelmente o novo smartphone de baixo custo da empresa — o sucessor do iPhone SE2, que pode se chamar também iPhone 9. A fabricação em massa do dispositivo estava prevista para começar justamente em fevereiro para um anúncio em março. A revelação ainda pode acontecer, mas menos unidades do que o esperado serão disponibilizadas para venda.

Problema global

A Apple tem fábricas de suas parceiras de montagem e produção de componentes Foxconn em regiões como a província de Henan, na China, que teve vários casos confirmados e fábricas fechadas. A LG já proibiu a viagem de funcionários ao país até que a situação esteja controlada, enquanto a Google fechou escritórios na região.

Já a MWC 2020, que acontece em Barcelona no final de fevereiro e conta com expositores e jornalistas de todo o mundo, garante que não será afetada e seguirá protocolos de segurança da OMS.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Coronavírus prejudica fabricação do iPhone, diz analista