Pagamentos por QR Code e NFC viram hábito entre brasileiros

3 min de leitura
Imagem de: Pagamentos por QR Code e NFC viram hábito entre brasileiros
Avatar do autor

Efetuar pagamentos de compras por novos métodos, como QR Code e NFC, está virando um hábito entre os brasileiros tanto em lojas físicas como online. É o que aponta um estudo realizado pelo Capterra com o objetivo entender os hábitos dos compradores em relação às novas tecnologias móveis de pagamento.

A pesquisa indica que 59% dos consumidores entrevistados já experimentaram pagaram compras aproximando o celular da maquininha, tecnologia conhecida como NFC. Outros 57% já fizeram pagamentos com QR Code, tecnologia que usa a câmera dos celulares; enquanto 46% afirmaram já ter usado as duas tecnologias.

O estudo aponta que o costume de realizar pagamentos por aproximação é maior para quem ganha mais. Entre pessoas com renda familiar entre 10 salários-mínimos e 20 salários-mínimos, o índice chega a 73% e é de 71% para quem tem ganhos acima de 20 salários-mínimos.

Os principais motivos para a utilização das duas tecnologias são rapidez e facilidade na hora de realizar as transações. Entre os entrevistados que usaram o pagamento por aproximação, 83% apontaram a rapidez como principal motivo e 76%, a facilidade. Os usuários do QR Code também utilizam o serviço mais pela rapidez (75%) do que pela facilidade (71%).

Ainda que a pesquisa aponte uma tendência do consumidor em usar novas tecnologias, a utilização de dinheiro, cartões de crédito e débito é alta. Entre os pesquisados que utilizam NFC e QR Code, 80% afirmam pagar as compras com dinheiro, enquanto 89% utilizam cartão de crédito e outros 89% preferem o cartão de débito.

A Capterra realizou um levantamento online com 514 consumidores de todo o país entre 7 e 10 de janeiro. Foram entrevistados integrantes do mercado formal de trabalho com idades entre 20 anos e 69 anos. Os resultados representam os dados da pesquisa, mas não a população brasileira como um todo.

Boom de bancos digitais acompanha opções de QR Code e NFC

O surgimento de diversos bancos digitais brasileiros nos últimos anos é uma tendência que acompanha o aumento daqueles que optam por novas tecnologias de pagamento. Agibank, Banco Inter, Original, C6 Bank, Neon, Nubank e Banco Next são alguns dos players desse mercado que não para de crescer. A última instituição a apostar em uma conta digital para consumidores foi o Ebanx, startup de Curitiba (PR) que atuava apenas como plataforma de pagamentos para empresas.

Consumidores apontam que varejo não está preparado

Dos entrevistados, 95% avaliam que tanto as lojas físicas quanto as virtuais devem se preparar melhor para processar pagamentos digitais. Entre aqueles que ainda não usaram o pagamento por aproximação, 53% afirmam que não o fizeram devido à falta de máquinas preparadas nos estabelecimentos que mais frequentam; entre os que não usaram QR Code, esse índice chega a 69%.

O recado para a atualização das maquininhas de cartão do varejo brasileiro fica ainda mais claro quando é observado o número de consumidores que pretendem fazer uso de pagamentos digitais nos próximos 12 meses. Entre aqueles que ainda não utilizaram NFC, 86% pretendem fazer uso neste ano; e 85% dos que ainda não experimentaram o QR Code têm vontade de usá-lo em 2020.

Para o especialista em pagamentos, Frederico Trevisan, fundador da Conectre, o desafio não é apenas tecnológico mas também cultural. "Muitas vezes, as lojas já estão habilitadas a aceitar o pagamento, mas quem 'pilota' a maquininha ainda não experimentou. Os consumidores são os grandes educadores! Uma vez que se disponibilizam a ensinar os 'pilotos' dos estabelecimentos, estes adoram a novidade e querem aprender", avalia.

No entanto, a tendência é irreversível, e os consumidores devem continuar exigindo novas formas de pagamento. "Ainda há gaps, principalmente fora dos grandes centros, porém é questão de tempo. Pouco tempo. A tecnologia chega cada vez mais rápido. E, como o desejo do consumidor é grande, os lojistas que não tiverem essas soluções terão gaps nas vendas também", destaca Trevisan.

Cartão de crédito ainda é preferência online

O Capterra também pesquisou os hábitos dos consumidores brasileiros com as novas formas de pagamento em transações online. O meio preferido pelos consumidores para comprar bens físicos (como roupas, comida ou eletrônicos) na internet é o cartão de crédito, adotado por 90% dos entrevistados, seguido pelo boleto bancário, preferido por 58%. A carteira digital é a terceira opção de pagamento, com 47%, seguida da transferência bancária, com 27%. Na última colocação está o QR Code, que é a opção de 25% dos ouvidos pela pesquisa.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Pagamentos por QR Code e NFC viram hábito entre brasileiros