Preço da Bitcoin cai e culpa pode ser de 'pirâmide chinesa'

1 min de leitura
Imagem de: Preço da Bitcoin cai e culpa pode ser de 'pirâmide chinesa'
Avatar do autor

A cotação da Bitcoin está em queda recentemente e, segundo um relatório de uma empresa de blockchain, a culpa é de um golpe em andamento. De acordo com a empresa de consultoria Chainanalysis, trata-se de um elaborado esquema de Ponzi — a boa e velha pirâmide financeira — atualmente monitorado na China.

Os responsáveis seriam os executivo por trás da PlusToken, uma empresa que prometia enormes ganhos com criptomoedas para clientes que comprassem uma determinada "cota" de participação na empresa, que seria o tal "token". Para ter o retorno, a vítima precisava repassar bitcoin e Ethereum para a carteira da companhia, e apenas aguardar o lucro a partir de mineração e outras atividades.

Aparentemente, mais de US$ 3 bilhões já foram obtidos pela PlusToken, que começou a liquidar as bitcoins — o que teria feito o preço da criptomoeda despencar repentinamente.

Golpe clássico

Ainda não há provas concretas da relação, mas os analistas já estão há meses de olho nas movimentações. Afinal, a venda constante e de altas quantidades da criptomoeda é um dos fatores que modificam o seu preço. Caso o esquema seja comprovado, esse pode ser um dos maiores golpes envolvendo Ponzi da história. Os criminosos teriam até enviado parte dos ganhos para os primeiros participantes, em uma clássica estratégia para criar a ilusão de que a pirâmide de fato funciona.

Seis membros da empresa foram presos no início do ano, mas as movimentações na carteira da companhia voltaram a acontecer em abril, o que significa que operadores do esquema ainda estão em liberdade. Segundo a Chainanalysis, a empresa ainda pode liquidar 20 mil bitcoins, cerca de US$ 135 milhões, o que pode fazer o preço da criptomoeda cair ainda mais.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Preço da Bitcoin cai e culpa pode ser de 'pirâmide chinesa'