Amazon cresce, mas Apple continua líder absoluta em tablets

1 min de leitura
Imagem de: Amazon cresce, mas Apple continua líder absoluta em tablets
Avatar do autor

A forte presença no mercado internacional ainda não garantiu a primeira posição entre os tablets para a Amazon. A gigante da tecnologia ainda crescer consideravelmente até alcançar a líder mundial: a Apple, informa uma pesquisa da Strategy Analytics.

As vendas dos tablets Amazon apresentaram um crescimento de 141% neste terceiro trimestre do ano. No total, as vendas da Amazon neste mercado chegaram a 5,3 milhões de unidades — 3,1 milhões a mais que o mesmo período no ano passado.

A Apple, no entanto, mantém seu crescimento lento, mais ainda com liderança absoluta. Estima-se que 10,1 milhões de iPads tenham sido vendidos nos últimos três meses, 4% a mais que o ano passado.

(Fonte: Strategy Analytics/Reprodução)

Apesar do crescimento evidente da Amazon, a Apple deve garantir melhores números com as próximas versões do iPad. Desde a versão de 2019, a maçã está investindo na transformação do tablet em um dispositivo de produtividade, algo mais próximo de computadores tradicionais.

Por outro lado, manter o crescimento não será difícil para a Amazon, principalmente se considerarmos sua expansão internacional, o fortalecimento do seu ecossistema e sua vasta lista de serviços.

Relatórios de 2020 devem apresentar números interessantes e aproximar os números dos líderes. Vale lembrar que a Amazon não vive somente de tablets; portanto, o sucesso nesse mercado não é a prioridade da companhia, mas certamente ajudam a mantê-la no topo.

(Fonte: Apple/Divulgação)

Outras companhias seguem em baixa

A tabela apresentada pela Strategy Analytics mostra que o sucesso da Amazon e Apple afeta diretamente os números de concorrentes. Surpreendentemente, a Samsung segue em terceiro e perdeu 5% de sua fatia de mercado se comparado ao mesmo período em 2018. Entretanto, o total de unidades vendidas está bem próximo do número da Amazon, 5 milhões de tablets.

Outras marcas menos conhecidas pelos seus tablets, mas que ainda competem nesse setor, como Huawei e Lenovo, tiveram queda mais significativa ou apresentaram crescimento mínimo neste trimestre.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Amazon cresce, mas Apple continua líder absoluta em tablets