Cielo lança seu próprio banco digital, o Cielo Pay

1 min de leitura
Imagem de: Cielo lança seu próprio banco digital, o Cielo Pay
Avatar do autor

A Cielo anunciou uma novidade ao público: o lançamento do Cielo Pay, o seu banco digital para transações financeiras por meio de contas de pagamento. O aplicativo, que vai chegar ao mercado em 14 de outubro, tem um modelo similar ao de outras fintechs conhecidas no país, como Nubank e Mercado Pago.

Segundo o presidente da empresa, Paulo Caffarelli, o lançamento do Cielo Pay vai permitir que a companhia comece a operar com microempreendedores. Nos últimos anos, a ênfase da empresa era em grandes varejistas, um segmento em que ela já detém mais da metade de participação no mercado.

Em coletiva para os jornalistas, Caffarelli afirmou que agora a relação da empresa com o empreendedor irá além da venda: “Vamos acompanhar a sua jornada diária como vendedor e como consumidor”.

O anúncio do banco digital veio 1 mês após a Cielo ter lançado a oferta de crédito direto a clientes. Assim como a última iniciativa divulgada, o Cielo Pay não realiza serviços bancários que conflitam com os controladores da companhia, Bradesco e Banco do Brasil.

Como o Cielo Pay vai funcionar?

(Fonte: Freepik)

O aplicativo gratuito tem como principal recurso viabilizar que microempreendedores consigam receber pagamentos sem a necessidade das máquinas de cartões. Além dessa função, ele permite que os empresários realizem também pagamentos. As transações podem ser feitas por transferência entre contas, uso de QR Code, boletos e TEDs.

Mesmo que o público-alvo sejam os pequenos empresários, o app também aceita a entrada de pessoas físicas. Para os clientes que possuem conta de pagamentos na Cielo, as transações não são cobradas. Já para aqueles com conta em outras instituições financeiras é cobrado o valor de R$ 7,90 para cada transferência.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Cielo lança seu próprio banco digital, o Cielo Pay