Diploma digital será obrigatório; faculdades devem se adequar em 2 anos

1 min de leitura
Imagem de: Diploma digital será obrigatório; faculdades devem se adequar em 2 anos
Fonte: lyceum
Avatar do autor

O Ministério da Educação (MEC), em março deste ano, publicou a Portaria nº 554, um documento que regulamenta o uso do "diploma digital" como uma forma de inovação tecnológica. A medida pretende modernizar e agilizar o fluxo de emissão de registros de conclusão de curso nas instituições de ensino superior.

Segundo a Portaria nº 330, publicada em abril de 2018, o diploma digital deveria seguir os padrões da Infraestrutura de Chaves Públicas Brasileira (ICP-Brasil), garantindo sua autenticidade, rastreabilidade e validade jurídica. Porém, para a efetivação do novo recurso seria necessária ainda mais uma publicação de ato específico do Ministro da Educação.

Divulgado no dia 12 de março, o documento de nº 554 estabeleceu as regras para a efetivação do diploma digital, as condições exigidas para que determinado sistema possa operar a função e as normas de legislação, que devem seguir os mesmos moldes do modelo tradicional.

diploma digitalOs diplomas até então só valem para cursos de graduação. (Fonte: MEC/Divulgação)Fonte: mec

As instituições de ensino superior têm até 2 anos para colocar a medida em vigor a partir da data de publicação da Portaria nº 554.

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Diploma digital será obrigatório; faculdades devem se adequar em 2 anos