Note 10 ameaçado? Samsung começa a estocar material vindo do Japão

1 min de leitura
Imagem de: Note 10 ameaçado? Samsung começa a estocar material vindo do Japão
Avatar do autor

Na última semana, surgiu na rede a informação de que a Samsung poderia ver uma interrupção na produção do Galaxy Note 10 por conta de falta de componentes. Entretanto, parece que a companhia sul-coreana já está se mexendo para evitar que isso aconteça — inclusive, vai investir dinheiro próprio para reverter esse quadro.

De acordo com informações presentes em uma carta enviada pela Samsung a seus parceiros, a companhia sul-coreana deu aos seus fornecedores permissão de estocar materiais vindos diretamente do Japão, garantindo arcar com os custos de toda a logística. Segundo o documento, todos estão aptos a guardar aquilo que seria necessário para 90 dias de produção até 15 de agosto.

Impasses comerciais

Vale lembrar que tais medidas entram em vigor por conta de impasses comerciais entre Japão e o país que abriga a sede da fabricante de celulares.

Essa convivência civilizada teve fim em outubro do ano passado, momento em que a Suprema Corte da Coreia do Sul decidiu que a Nippon Steel precisava compensar os trabalhadores sul-coreanos por trabalhos forçados durante a Segunda Guerra Mundial. Por conta disso, desde o dia 4 de julho o Japão vem impondo severas sanções econômicas à Coreia do Sul.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Note 10 ameaçado? Samsung começa a estocar material vindo do Japão