Do ouro ao Bitcoin: vila na Suíça atrai mineradores de criptomoedas

1 min de leitura
Imagem de: Do ouro ao Bitcoin: vila na Suíça atrai mineradores de criptomoedas
Avatar do autor

A vila de Gondo, localizada na Suíça, perto da fronteira com a Itália, tornou-se palco de um novo tipo de corrida do ouro. Por estar situada no alto dos Alpes, as baixas temperaturas da região favorecem a mineração de criptomoedas, e o baixo custo da energia elétrica local atraiu o interesse da empresa especializada na atividade, a Alpine Tech.

Tudo começou quando um grupo de empresários decidiu construir um bunker no interior de antigas minas de ouro existentes nas proximidades da vila. Foram levadas cerca de 900 GPUs para minerar Bitcoin, ethereum e outras moedas digitais. Hoje, a Alpine Tech opera instalações de mineração em toda a Europa.

O consumo de energia é um dos principais problemas para a mineração de criptomoedas. Para resfriar os processadores utilizados no processo, foram instalados tubos plásticos que bombeiam 30 mil metros cúbicos de ar refrigerado no interior do bunker a cada hora.

Em 2018, a Alpine Tech convidou o fotógrafo italiano Claudio Cerasoli para fazer um registro das operações da empresa no local. Como a mina foi utilizada no passado por mineradores de ouro, o fotógrafo documentou antigos materiais e criou um paralelo entre os dois tipos de mineração.

Em ambos os casos, apesar das tecnologias sofisticadas envolvidas, existem técnicas artesanais de pequena escala para serem descobertas

"Desde o início, fiquei fascinado pela terminologia similar usada para a mineração de ouro e de criptomoeda", disse Cerasoli. "Em ambos os casos, apesar das tecnologias sofisticadas envolvidas, existem técnicas artesanais de pequena escala para serem descobertas”, explicou o fotógrafo.

O trabalho foi batizado de The Gold of Gondo e intercala fotografias sobre a mineração de criptomoedas com os antigos equipamentos usados para a extração do ouro. Cerasoli espera que seu trabalho faça com que as pessoas se questionem sobre o que será preservado no futuro em relação ao equipamento usado para minerar Bitcoins.

"Tanto os mineradores de ouro no passado como os mineiros modernos são motivados pelo desejo de descobrir um novo mundo. E ambos tiveram que criar formas inovadoras para atingir seu objetivo", concluiu o fotógrafo.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Do ouro ao Bitcoin: vila na Suíça atrai mineradores de criptomoedas