Ex-funcionário da Tesla copiou 300 mil dados do Autopilot para seu iCloud

1 min de leitura
Imagem de: Ex-funcionário da Tesla copiou 300 mil dados do Autopilot para seu iCloud
Fonte: Tesla
Avatar do autor

Tesla está processando um ex-funcionário por ter transferido para seu iCloud pessoal mais de 300 mil arquivos e diretórios relacionados com o piloto automático da empresa e, supostamente, ter levado as informações para a concorrente chinesa Xiaopeng Motors.

Em sua queixa, a Tesla diz que os dados sobre o piloto automático são a “jóia da coroa do portfólio de propriedade intelectual da empresa" e que o profissional teria levado as informações para seu novo empregador, a concorrente chinesa.

No processo, o ex-funcionário Guangzhi Cao admitiu ter acessado as informações e as enviado para um arquivo pessoal, porém, nega a acusação de roubo de segredos comerciais.

Tesla x Xiaopeng Motors

Também conhecida por XMotors ou XPeng, a empresa chinesa constrói carros elétricos e já foi acusada por outras companhias, como Apple, de roubar informações sobre automóveis autônomos por meio da contratação de ex-funcionários que transferiam os dados.

A Tesla diz que a chinesa é conhecida por copiar suas ideias. “Inspirada em uma missão para vencer a Tesla, a XMotors projetou seus veículos em torno das patentes de código aberto da Tesla e imita de forma transparente o design, a tecnologia e até mesmo o modelo de negócios da Tesla", diz a empresa de Elon Musk.

A chinesa negou envolvimento nas ações dos seus contratados e afirmou que existe um fluxo natural de talentos entre ela e a Tesla. A Xiaopeng Motors não foi inserida no processo contra Cao.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Ex-funcionário da Tesla copiou 300 mil dados do Autopilot para seu iCloud