Huawei diz que Apple é “exemplo de privacidade do usuário”

1 min de leitura
Imagem de: Huawei diz que Apple é “exemplo de privacidade do usuário”
Avatar do autor

Apple é exemplo quando se fala na proteção da privacidade de seus consumidores. Essa é a opinião expressa por Ren Zhengfei, fundador e CEO da Huawei, companhia chinesa que vem deixando o banimento imposto pelo governo Trump sob acusação de espionagem digital — mais um capítulo da guerra comercial entre China e Estados Unidos, que vive uma aparente trégua nesse momento.

Vale destacar que Tim Cook, CEO da Apple, voltou a dizer no ano passado que a companhia “vai transformar seus clientes em um produto” e que em 2016 ela desafiou a Justiça estadunidense ao se recusar a desbloquear o iPhone 5c de um suspeito no Atentado de San Bernardino, em dezembro de 2015. A Maçã afirma que teme criar um versão do iOS com brecha para eventuais necessidades porque esse software fatalmente seria usado como chave por criminosos.

Ren diz os dados são de propriedade dos usuários da Huawei e que cabe às operadoras rastrear suspeitos, não as empresas que fabricam telefones. “Nós nunca faremos uma coisa dessas (vender dados do cliente). Se tivesse feito, os Estados Unidos teriam provas para espalhar pelo mundo. Então, os 170 países e regiões em que operamos atualmente deixariam de comprar nossos produtos e nossa empresa entraria em colapso”, projeta o executivo.

huaweiO CEO e fundador da Huawei, Ren Zhengfei. Fonte: CNBC/Reprodução

“Depois disso, quem pagaria as dívidas que devemos? Nossos funcionários são todos muito competentes, então eles se demitiriam e começariam suas próprias empresas, deixando-me sozinho para pagar nossas dívidas. Eu preferiria morrer."

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Huawei diz que Apple é “exemplo de privacidade do usuário”