Carrefour é mais uma das gigante a deixar de operar na China

1 min de leitura
Imagem de: Carrefour é mais uma das gigante a deixar de operar na China
Avatar do autor

A rede de supermercados francesa Carrefour será a mais recente grande corporação ocidental a encerrar suas operações na China, segundo informações da agência internacional de notícias Reuters. A competição acirrada com empresas locais do mesmo ramo e o crescente comércio online no país seriam os principais motivadores para a decisão.

(Fonte: CdeComunicación/Reprodução)

Maior varejista da Europa, o Carrefour se unirá a outras gigantes, como a norte-americana Amazon — que deverá fechar sua loja online chinesa no próximo mês. As vendas da francesa, segundo a publicação, caíram 5,9% na China em 2018, e seu prejuízo operacional foi de 32 milhões de euros. A notícia deixou o mercado financeiro animado e fez com que as ações da corporação subissem.

Para conseguir deixar a China, o Carrefour fez um acordo com o grupo local Suning, que comprará 80% das operações, podendo adquirir os 20% restantes futuramente. Ela ainda manterá dois lugares no conselho e o nome da marca por pelo menos 4 anos após a finalização do acordo. A venda ocorre em meio a um plano maior de reestruturação da companhia para aumentar as vendas na França.

Cupons de desconto TecMundo:

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Carrefour é mais uma das gigante a deixar de operar na China