Imagem de: Jato supersônico X-59 da NASA usará TVs 4K no lugar das janelas frontais

Jato supersônico X-59 da NASA usará TVs 4K no lugar das janelas frontais

2 min de leitura
Avatar do autor

Faz quase 1 ano que a Lockheed Martin assinou um contrato de 248 milhões de dólares para desenvolver um avião supersônico silencioso para a NASA, e parece que o projeto está cada vez mais peculiar: o X-59 QueSSt terá uma grande tela 4K no lugar da janela frontal do cockpit.

Para cumprir o objetivo silencioso, os designers da empresa informaram que a aeronave precisa ser o mais aerodinâmica possível, então a janela tradicional da cabine do piloto é inviável. A iniciativa inédita será testada oficialmente em 2021. Se não acontecerem atrasos, claro.

De acordo com o Techcrunch, a meta da Lockheed Martin é conseguir criar uma máquina capaz de ultrapassar a velocidade do som com um barulho equivalente a um "fechar de portas de um carro". Ou seja: um piloto corajoso vai voar a, aproximadamente, 1,5 mil quilômetros por hora, em uma altitude de quase 17 quilômetros para produzir um pouco mais de 75 decibéis, o equivalente a um aspirador. O contrato foi aberto pela NASA porque voos supersônicos são extremamente barulhentos e podem causar diversos problemas em áreas populosas.

(Fonte: Techcrunch/Reprodução)

O design do X-59 já está sendo aperfeiçoado pela Lockheed Martin desde 2016, e, no ano passado, uma miniatura preliminar da aeronave — que parece uma escova de dentes com asas foi aprovada nos testes do túnel de vento do Centro de Pesquisa Glenn, em Cleveland, Estados Unidos. Você pode conferir uma renderização da nave abaixo.

Como você pode observar, o cockpit fica um pouco antes do final das asas, e existem apenas janelas laterais. Para consertar a falta de visão óbvia do piloto, o avião vem equipado com diversos displays 4K. A tela que representa a janela frontal faz parte de um sistema chamado eXternal Visibility, ou XVS, que mostra uma imagem "costurada" por duas câmeras no exterior do avião, junto de outros detalhes sobre o terreno, que já estão armazenados na memória. Por usar um sistema não convencional, diversos profissionais da NASA já estão testando o XVS em simuladores.

(Fonte: Techcrunch/Reprodução)

Atualmente, o avião da NASA e da Lockheed Martin está na fase de construção e deve levantar voo em 2021 – o que é uma surpresa, já que, de acordo com o Techcrunch, esse é o primeiro avião experimental da Lockheed em mais de 30 anos. Se a escova de dentes com asas for bem-sucedida, ela será a precursora dos aviões supersônicos silenciosos e talvez ajude a popularizar ainda mais o conceito junto com a Boom, que desenvolveu um jato desse estilo que consegue transportar entre 45 e 55 pessoas.

Você pode conferir um vídeo de divulgação do X-59 QueSST abaixo. 

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Jato supersônico X-59 da NASA usará TVs 4K no lugar das janelas frontais