Imagem de: San Francisco, nos EUA, pretende banir cigarros eletrônicos

San Francisco, nos EUA, pretende banir cigarros eletrônicos

1 min de leitura
Avatar do autor

San Francisco, na Califórnia, deverá em breve ser a primeira cidade dos Estados Unidos a banir os e-cigarettes. A Câmara de Supervisores do município decidiu por unanimidade banir a fabricação, distribuição e venda dos cigarros eletrônicos em voto preliminar, com a decisão final agendada para a próxima semana.

Os e-cigarettes vêm ganhando popularidade como uma alternativa menos nociva aos cigarros tradicionais, e conquistaram até mesmo não fumantes. Entretanto, essa nova onda está se tornando preocupante, pois, eles contêm nicotina e podem causar vício. Além disso, um estudo de Harvard indicou que grande parte dos cigarros eletrônicos disponíveis no mercado estão contaminados por fungos e bactérias.

(Fonte: Pexels)

O FDA, serviço de Administração de Alimentos e Drogas dos EUA — similar à Anvisa, no Brasil — ainda não analisou os e-cigarettes para determinar se são seguros para uso. As empresas que produzem os equipamentos têm até 2021 para aplicarem os seus produtos para análise do FDA. Os supervisores de San Francisco, entretanto, não parecem estar dispostos a esperar um parecer oficial do órgão.

Sobre os e-cigarettes o procurador da cidade, Dennis Herrera, afirmou que jovens têm “acesso quase indiscriminado a um produto que nem deveria estar no mercado”. A sede da Juuls, uma das empresas mais popular do ramo, fica em San Francisco e deve sofrer um forte impacto com a decisão. Ela poderá, entretanto, manter a sua parte administrativa no município.

Você usa e-cigarettes? O que pensa sobre o possível banimento? Conte nos comentários.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
San Francisco, nos EUA, pretende banir cigarros eletrônicos