Imagem de: Tim, Claro, Oi e Vivo vão cancelar pré-pagos irregulares em julho

Tim, Claro, Oi e Vivo vão cancelar pré-pagos irregulares em julho

1 min de leitura
Avatar do autor

Em abril deste ano começou a primeira fase do recadastramento de chips pré-pagos, em Goiás. TIM, Vivo, Claro, Oi e Nextel vêm checando os dados dos clientes para coibir ativações fraudulentas. A ação inicial, que tinha prazo final para o dia 24 de junho, foi prorrogada para o dia 5 de julho, quando iniciam os cancelamentos de quem estiver irregular na região determinada pela Agência Nacional de Telecomunicações (Anatel).

A partir de março de 2020, as operadoras terão que adotar um novo modelo de cadastro

Desde o lançamento do programa, os usuários com dados incompletos vêm recebendo mensagens de SMS, com um alerta informando a necessidade de atualização. A partir dessa notificação, você tem 30 dias para entrar em contato com a central de atendimento telefônico da operadora e fornecer dados como CEP, CPF e endereço completo, entre outros que estiverem faltando.

Com o novo calendário para Goiás, as demais etapas também sofrerão alteração. Pelo novo cronograma, a partir de 31 de julho, o projeto será estendido para 10 Estados: os demais municípios de Goiás, Acre, Distrito Federal, Mato Grosso, Mato Grosso do Sul, Minas Gerais, Paraná, Rondônia, Tocantins e Santa Catarina. Por fim, em 2 de setembro, o recadastramento chega aos demais.

A segunda fase, a partir de março de 2020, prevê um novo modelo de cadastro obrigatório para as empresas cadastrarem as novas ativações de celulares pré-pagos.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Tim, Claro, Oi e Vivo vão cancelar pré-pagos irregulares em julho