CEOs de grandes empresas conseguem faturar uma quantia considerável de dinheiro todos os anos, mas Elon Musk, o CEO da SpaceX e da Tesla, superou as expectativas de todo o mundo. Isso porque, de acordo com um novo relatório financeiro, Musk conseguiu ganhar sozinho mais dinheiro que os outros 65 CEOs mais bem recompensados em 2018 juntos.

Segundo um estudo feito pelo jornal The New York Times, Elon Musk faturou US$ 2,3 bilhões (aproximadamente R$ 9,2 bilhões) no último ano, a maioria em ações da Tesla. O próximo CEO mais bem pago do período foi David Zaslav, da Discovery, que alcançou US$ 129 milhões (aproximadamente R$ 776,3 milhões).

A diferença é tão grande que foi necessário somar valores de outros executivos para chegar à marca de Musk. Ao todo, juntando os 65 CEOs mais bem pagos de 2018 depois do sul-africano, o resultado foi de US$ 2,3 bilhões, um valor ainda inferior ao do CEO da Tesla.

Imagem: Reprodução/Getty Images

O valor da compensação anual de Elon Musk é incomum, mas foi aprovado em uma reunião da junta de diretores da Tesla em março de 2018, que apresentou a premiação ao CEO caso a empresa alcance algumas marcas no mercado de capitalização ao longo de 1 década. Após a publicação do NYT, a Tesla fez um comunicado sobre os pagamentos, afirmando que o valor real é de US$ 0, já que Musk não recebe salário ou bônus com o passar do tempo.

De acordo com a empresa, o único recebimento do CEO é uma premiação de alto risco baseada na performance da companhia, com base em ambiciosas metas, como dobrar a capitalização da Tesla de US$ 40 bilhões para US$ 100 bilhões.

Mesmo com esse valor na conta bancária, Musk teve um 2018 bastante tumultuado, sendo centro de investigações e batalhas legais relacionadas aos seus negócios. As ações da Tesla caíram ao longo do ano passado, algo que vem se repetindo nos primeiros meses de 2019.