A Samsung aproveitou o lançamento do Galaxy S10 para apresentar a sua carteira de criptomoedas no smartphone. Agora, a empresa parece estar disposta a expandir o novo negócio, revelando o seu plano de disponibilizar a criptomoeda em mais aparelhos da linha Galaxy.

No Samsung Galaxy S10, existe a carteira de criptomoedas Samsung Blockchain KeyStore, que, por estar disponível apenas para o mais recente smartphone flagship e não ter suporte para nenhuma das grandes criptomoedas do mercado (permite apenas guardar moedas Ethereum e suas derivadas), ainda é bastante limitada.

Para resolver isso, a empresa coreana confirmou o seu desejo em expandir esse serviço, "eliminando barreiras para novas experiências e liberando a carteira para mais aparelhos da linha Galaxy", nas palavras do diretor de estratégia de produtos da divisão de negócios sem fio da Samsung, Chae Won-cheol.

Imagem: Reprodução/Money.com

Ele ainda falou que pretende expandir os territórios em que o serviço será disponibilizado depois da Coreia do Sul, como Estados Unidos e Canadá. É válido comentar que os rumores sobre o envolvimento da Samsung com criptomoedas ganharam força antes do lançamento do Galaxy S10, com informações de que a rede blockchain da empresa estaria em desenvolvimento há pelo menos 1 ano.

Os rumores ainda indicam que, após a finalização da rede, a empresa poderia lançar sua própria criptomoeda baseada em Ethereum, com grandes chances de se chamar Samsung Coin.

Assinatura The BRIEFVenha para o The BRIEF

Cupons de desconto TecMundo: