Google tem queda de lucros com anúncios e Alphabet fecha trimestre em baixa

1 min de leitura
Imagem de: Google tem queda de lucros com anúncios e Alphabet fecha trimestre em baixa
Fonte: Inverse
Avatar do autor

A Alphabet, empresa-mãe da Google, apresentou os resultados do primeiro trimestre deste ano com receita de US$ 29,48 bilhões. Embora não sejam números tão distantes da projeção de US$ 30 bilhões, chamam a atenção a queda dos lucros da Gigante das Buscas com os cliques em anúncios e a multa de US$ 1,9 bilhão paga à Comissão Europeia por práticas não competitivas junto aos parceiros do Google AdSense.

A receita líquida da Alphabet caiu 29,2% na comparação de ano para ano, a US$ 6,7 bilhões, incluindo o valor pago à União Europeia. A Google teve baixa de 9% em cliques pagos na comparação do quarto trimestre de 2018 e o Q1 desta temporada — na virada de 2017 para 2018 houve aumento de 8% nesse mesmo quesito. Além disso, os custos e despesas, de US$ 29,73 bilhões, subiram 26,44%.

As receitas de publicidade do Google chegaram a US$ 30 bilhões, com aumento anual em relação ao mesmo período do ano passado, que gerou US$ 26,6 bilhões. Houve redução em relação aos últimos três meses, que alcançaram US$ 32 bilhões — normal, contabilizando o término da temporada de férias.

Pesquisas mobile, YouTube e serviços de nuvem foram os que mais geraram lucros no período

O grupo, no entanto, superou as estimativas de Lucro por Ação, ao reportar US$ 11,90/ação, em oposição às estimativas de US$ 10,17/ação. “Produzimos um crescimento robusto de US$ 36,3 bilhões, liderado pelas receitas de pesquisa para celular, YouTube e a nuvem da Alphabet, um aumento de 17% em relação ao ano passado, ou 19% em uma base de moeda constante. Continuamos focados e entusiasmados pelas significativas oportunidades de crescimento em nossos negócios ”, disse Ruth Porat, diretora financeira da Alphabet and Google.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Google tem queda de lucros com anúncios e Alphabet fecha trimestre em baixa