As coisas estão mesmo ruins para a divisão de dispositivos móveis da Sony. No mesmo relatório em que confirmou sua saída do mercado sul-americano nesse setor, a empresa também revelou que bateu um recorde negativo de baixas vendas durante o primeiro trimestre deste ano. De acordo com o documento, apenas 1,1 milhão de dispositivos foram enviados às lojas durante o período.

Durante todo o ano fiscal de 2018, a empresa enviou apenas 6,5 milhões de aparelhos Xperia. A previsão inicial era de que esse número seria de 10 milhões, mas ele foi revisado diversas vezes, a medida que os resultados da empresa se mostravam bem abaixo do esperado, e acabou bem abaixo do que era previsto no início do ano passado.

Além de abandonar alguns mercados, a Sony está cortando custos ao reduzir a equipe desse setor pela metade e fechar sua maior fábrica de smartphones. A empresa revelou que os números de vendas dos celulares agora serão combinados com outros eletrônicos em uma divisão interna de Produtos e Soluções Eletrônicas.

E as expectativas devem continuar baixas para os próximos meses. Agora, a previsão da Sony é de que apenas 5 milhões de smartphones serão vendidos até março de 2020 e o setor pode continuar dando prejuízo pelo menos até março de 2021.