“Nerds” é um musical de comédia sobre a rivalidade dos donos da Apple e Microsoft, respectivamente, Steve Jobs e Bill Gates. Ele foi encenado em 2005, pela Companhia de Teatro da Filadélfia, ganhando vários prêmios. Anos mais tarde, o musical foi levado para a Broadway, sob direção de Carl Levin, mas nem chegou a estrear.

Agora, um grupo de 13 investidores processou Levin em US$ 6 milhões. Ele está sendo acusado de ter mentido sobre a quantia que a produção conseguiu arrecadar para seu financiamento, que, supostamente, teve ajuda da Microsoft, embora a Hollywood Reporter negue a informação.

O musical teve sua estreia oficial marcada para abril de 2016, mas foi cancelada faltando duas semanas para a noite exata. Na época, Levin disse que um grande investidor havia desistido da produção e, por isso, não seria viável seguir em frente. Atualmente, sabe-se que o projeto não era financeiramente seguro e que já somava por volta de US$ 1 milhão em dívidas.

Os atores Rory O'Malley (esquerda) e Bryan Fenkart, representando Bill Gates e Steve Jobs - Fonte: New York Post/Reprodução

Um ano antes, os negócios já não vinham dando muito certo. Em 2015, Levin fez uma proposta de “mini-max”, para buscar receita adicional, que serviria de suporte de segurança. No entanto, a arrecadação extra chegou a apenas US$ 200 mil, o que não fazia muita diferença para uma produção com um orçamento operacional mínimo de US$ 7,5 milhões.

A produção ainda conseguiu atrair o interesse de alguns investidores, mas foi por pouco tempo. Logo em seguida, Levin mergulhou em dívidas. Mesmo assim, ele seguiu afirmando que estava tudo bem, e que a Microsoft e a irmã de Mark Zuckerberg, dono do Facebook, eram os novos investidores. Contudo, a estreia do musical foi cancelada no dia 8 de março de 2016.

No processo, os 13 investidores acusam Levin de ter sido irresponsável, tendo deixado “um rastro de decepção, raiva e vendedores não pagos”. No final das contas, os US$ 606 mil com os quais eles contribuíram para a produção se perderam devido à má gestão da peça.

Cupons de desconto TecMundo: