Startup quer dar ingresso de cinema em troca de visualização de anúncios

2 min de leitura
Imagem de: Startup quer dar ingresso de cinema em troca de visualização de anúncios
Avatar do autor

Imagine ganhar ingressos de cinema em troca de visualização de anúncios? Pois é, essa é a premissa da PreShow. A startup norte-americana foi criada por Stacy Spikes, cofundador da MoviePass, e pretende oferecer esse serviço usando também tecnologia de reconhecimento facial.

A ideia básica por trás do PreShow é simples: basta baixar seu aplicativo, preencher um cadastro e depois selecionar o filme que deseja assistir no cinema. Após essa escolha, será exibido um conjunto de anúncios, relacionados ao tema da película, que varia de 15 a 20 minutos.

Depois de completar essa tarefa, alguns pontos serão automaticamente creditados na conta do usuário no app, que poderão ser usados para compra de ingresso com um cartão de crédito virtual emitido pelo próprio PreShow.

Fonte: reprodução/PreShow.

Mas quem pensa em deixar os anúncios “rodando” na tela, sem visualizá-los, já pode esquecer essa ideia. É aí que entra a tecnologia de reconhecimento facial. Ela é usada para escanear o rosto do usuário e acompanhar os movimentos de seus olhos enquanto assiste aos vídeos de propaganda. Quando qualquer desvio no olhar acontece ou a pessoa se afasta do display, a reprodução é automaticamente interrompida.

Isso também significa que não é preciso visualizar os anúncios de forma ininterrupta durante o tempo programado, ou seja, é possível usar o recurso do sensor de movimento para pausá-los e assisti-los mais tarde.

Fonte: reprodução/PreShow.

No tempo em que a TV reinava absoluta, todo mundo estava acostumado a lidar com os vídeos comerciais durante intervalos de programas, hoje talvez nem tanto devido ao acesso a uma ampla variedade de conteúdo disponível na internet de modo “on demand”. Mesmo assim, é inegável que os anúncios continuam sendo uma ampla fonte de receita das emissoras.

Essa lógica foi então adaptada por Spikes, que também deseja usar os dados de comportamento dos usuários do app para melhor segmentar anúncios. Quanto à privacidade e segurança, ele garante que informações pessoais são mantidas de modo anônimo e, portanto, não devem ser compartilhadas com empresas parceiras.

O projeto inicial do PreShow foi lançado no Kickstarter, o que pode ser encarado como uma contradição por muitas pessoas. A meta inicial era de chegar aos 10 mil dólares, e já foram obtidos quase 25 mil dólares. Para experimentá-lo, a startup oferece três modalidades de planos de financiamento, que variam de 15, 25 e 60 dólares.

No caso, os investidores do serviço receberão convites de acesso ao app, que poderão ser distribuídos para até 30 amigos, dependendo do plano escolhido. O lançamento do app está previsto para julho de 2019. A empresa não informou se deseja estender a ideia para outros países.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Startup quer dar ingresso de cinema em troca de visualização de anúncios