Após criptomoeda obscura, Ronaldinho Gaúcho aposta em marketing multinível

2 min de leitura
Imagem de: Após criptomoeda obscura, Ronaldinho Gaúcho aposta em marketing multinível
Avatar do autor

Você já ouviu falar por aí da Ronaldinho Soccer Coin (RSC)? Pois é, a maioria também não, até porque ela mal apareceu no mercado e meio que anda desaparecida, sem muitas informações de como realizar as operações e calendário de metas atrasado. O ex-craque da Seleção Brasileira parece ter deixado a criptomoeda para lá e mostrou sua mais nova aposta envolvendo marketing multinível (MMN).

O segmento do MMN é o que trabalha com distribuição de bens ou serviços que rendem lucros com ajuda do recrutamento de novos vendedores. A ideia da 18kRonaldinho é usar sua marca com a comercialização de itens que têm como carro-chefe uma linha de relógios personalizados. Segundo reportagem do UOL, a iniciativa já conta com 2,3 mil associados.

Para participar do programa, é preciso investir R$ 999. O novo integrante recebe quatro relógios e vende cada um por até R$ 600 para ficar com o excedente. É possível também entrar com um investimento menor, apenas para venda afiliada. Cada saída do produto gera uma pontuação e, ao negociar um relógio, o colaborador recebe 150 pontos. A indicação de um novo membro acrescenta 500 pontos.

ronaldinhoFonte: 18kRonaldinho

Para ganhar uma viagem com tudo pago para Cancun, Bora Bora ou Costa do Sauípe, é preciso juntar 3 milhões de pontos em 3 meses. E a promessa é até mesmo de bônus envolvendo um Porsche Panemera.

Modelo de negócios pode parecer “pirâmide”

O MMN muitas vezes é usado como isca para modelos de negócios que funcionam como pirâmide. Por isso mesmo, é muitas vezes visto com mais cuidado pelas autoridades, especialmente quando o recrutamento de membros ganha mais importância que a venda dos próprios produtos.

Fernando Branco, delegado da Polícia Civil do Rio Grande do Sul, foi o responsável pela operação que descobriu um golpe com bitcoin da D9 Clube de Empreendedores no ano passado. Para ele, essa estrutura de mercado é boa para quem está mais alto na hierarquia, mas quem fica abaixo acaba no prejuízo.

O CEO da 18kRonaldinho, Bruno Rodrigues, diz não se tratar de “pirâmide” porque não garante um retorno financeiro. “Com a  gente, a pessoa faz um investimento baixo, usa os produtos e participa de uma estrutura para se desenvolver e aumentar o mercado para o produto. Nosso sistema é meritocrático, não de quem chegou primeiro.”

ronaldinhoFonte: 18kRonaldinho

Branco diz que não conhece bem com funciona as operações da 18kRonaldinho. Já Rodriguez e Ronaldinho têm planos ambiciosos de expansão e querem se tornar “a maior empresa do MMN do mundo”.

Cupons de desconto TecMundo:

Fontes

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Após criptomoeda obscura, Ronaldinho Gaúcho aposta em marketing multinível