Publicamos aqui no TecMundo que o Facebook foi eleito – com folga – a empresa menos confiável para lidar com os dados dos usuários, e motivos para isso não faltam graças à grande série de polêmicas envolvendo vazamentos e políticas escusas da companhia. A situação ruim se somou a outros acontecimentos envolvendo executivos da companhia para levar ao surgimento de um rumor de que Mark Zuckerberg poderia estar prestes a perder o cargo de presidente da firma. Agora, representantes da rede social resolveram acabar com o boato.

Kenneth Chenault é um renomado executivo e ex-CEO da American Express, e se juntou ao conselho do Facebook em janeiro de 2018 depois de anos de tentativas de recrutamento por parte do próprio Zuckerberg. Desde então, ele matinha simultaneamente posições similares na IBM e da Procter & Gamble. Isso mudou na última quinta-feira (27), quando ele deixou os cargos nessas companhias e permaneceu apenas na rede social, o que incitou especulações de que estava prestes a assumir a presidência.

Por conta das polêmicas nas quais o Facebook vem se envolvendo, a pressão de acionistas individuais aumentou para que Zuckerberg deixe de ocupar ao mesmo tempo a posição de CEO da empresa e presidente do conselho. Os investidores acreditam que isso tornaria o fundador da rede social mais responsável, e Chenault seria um nome respeitável para assumir a posição.

Fim de papo?

A princípio, o Facebook apenas se recusou a comentar as especulações, mas agora representantes da empresa decidiram encerrar os boatos ao falar com uma repórter do Wall Street Journal. Segundo a publicação, no momento não há planos para que o cargo de Chenault dentro do conselho passe por qualquer alteração. Isso, no entanto, não quer dizer que o mesmo vale para Zuckerberg. O tempo dirá.

Cupons de desconto TecMundo: