GoPro anunciou que não irá mais produzir a maior parte de suas câmeras na China. A medida tomada é reflexo da disputa comercial entre o país asiático e os Estados Unidos. Diante da situação, há um certo temor de que itens norte-americanos fabricados no outro continente possam receber taxações maiores do que as aplicadas atualmente. Com isso em mente, mercadorias podem chegar com valor bem mais elevado para o consumidor final. A mudança da companhia, nesse sentido, deve acontecer até o fim de dezembro. A empresa apontou em comunicado oficial que esse era um modo de “mitigar o impacto potencial da inclusão de qualquer lista de tarifas” em seus produtos.

No entanto, isso deve atingir somente aqueles que se destinam para o mercado norte-americano, de modo que câmeras com foco comercial internacional continuarão a ser fabricadas na China. A GoPro ainda acrescentou que a alteração não deve afetar financeiramente seus negócios, já que utiliza apenas instalações disponíveis no país, sendo os equipamentos necessários para essas operações de posse da própria empresa. Até o momento não se sabe se a transferência será feita necessariamente para os Estados Unidos.