Ninguém muda o mundo trabalhando 40h por semana, diz Elon Musk

3 min de leitura
Imagem de: Ninguém muda o mundo trabalhando 40h por semana, diz Elon Musk
Avatar do autor

Apesar de ter o Twitter vigiado por assessores , Elon Musk não deixou de usar a rede social dos 280 caracteres para falar bobagens. A mais recente delas foi publicada na última segunda (26), quando ele falava sobre o sucesso das empresas que criou e disse que “ninguém mudou o mundo trabalhando 40 horas por semana”.

Como se não bastasse, ele dá sequência à sua filosofia de autoajuda de saldão de livraria dizendo que “se você ama o que faz, isso (na maior parte do tempo) não parece trabalho” — o que não passou batido pelos seus seguidores.

Muitas respostas à postagem destacaram o problema dessa ideia relatando efeitos negativos de poucas horas de sono e a luta dos trabalhadores para garantir uma jornada de trabalho reduzida. Outros comentários destacaram que “mudar o mundo” tem mais a ver com o impacto de suas ações do que com o tempo gasto para realizá-las.

“Falta de horas de sono e de descanso diminui o desempenho”, escreveu a profissional da educação Patty B. Lamprinakos. “Pessoas inteligentes fazem mais em menos tempo. Mudar o mundo não tem a ver com horas, mas com impacto. Esse é um comentário ridículo”, finalizou.

“Muitas pessoas mudaram o mundo em 40 horas semanais em seu local de trabalho... E algumas sem qualquer tempo no local de trabalho”, escreveu o jornalista Jared Petty. “A fidelidade a uma causa não é medida em horas, mas em impacto”, concluiu.

“Típico de Elon Musk: fetichizar o trabalho em excesso apesar de sofrer com os efeitos, colocar trabalhadores sob risco dos efeitos do trabalho em excesso (as fábricas da Tesla têm uma alta taxa de acidentes), demitir aqueles que se preocupam com responsabilidades (com efeito desproporcional em mulheres)”, diz a resposta do perfil 4 Day a Week, grupo ativista britânico pela redução dos dias trabalhados na semana.

“As pessoas que lutaram (incluindo aquelas que morreram) pela semana de trabalho de 40 horas mudaram o mundo”, escreveu a jornalista Diana Hussein. “Isso ajudou a garantir que as corporações não explorassem os seus trabalhadores como você gostaria. O movimento trabalhista é maior do que qualquer agenda egoísta que esteja tentando alcançar, amigo.”

Vários estudos já mostraram que dormir pouco pode ser tão ruim quanto fumar, aumenta as chances de doença, prejudica a memória e o desempenho no trabalho e é até mesmo capaz de diminuir a expectativa de vida. Musk é conhecido por dormir poucas horas todos os dias e ser “viciado em trabalho”, mas nem de longe isso parece ser recomendável a alguém.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Ninguém muda o mundo trabalhando 40h por semana, diz Elon Musk