Imagem de: Novo programa da Apple abre vagas gratuitas de mentorias para mulheres

Novo programa da Apple abre vagas gratuitas de mentorias para mulheres

1 min de leitura
Avatar do autor

Embora as mulheres tenham participado ativamente de vários do episódios mais importantes da história da tecnologia, a participação no mercado ainda é baixa e muitos dos ambientes de trabalho alimentam um comportamento machista. Esse cenário vem mudando aos poucos e a Apple lança agora um programa justamente para aumentar a diversidade no setor executivo e de desenvolvimento de computadores.

Anunciado nesta segunda-feira (26), o projeto mira nas empreendedoras e programadoras, que poderão participar de sessões de duas semanas com tutores da próprio empresa, na sede em Cupertino, Califórnia. A cada rodada, serão aceitas até 20 fabricantes de aplicativos fundados ou liderados por uma mulher e a empresa deve ter pelo menos uma programadora em suas fileiras para se qualificar. A Maçã cobrirá todas as despesas de viagem de até três funcionários de cada companhia aceita.

mulher tecnologiaFonte: Apple

A iniciativa segue o exemplo de outras gigantes, que vêm tentando diminuir a dependência de homens em altos cargos. De acordo com a própria Apple, as mulheres preencheram apenas 23% dos empregos internos em tecnologia em 2017. Mesmo que seja uma alta de 20% em relação a 2014, ainda é pouco para quem promete diversificar sua força de trabalho.

Google tem iniciativa parecida, mas ainda não traz resultados significativos

Google também oferece treinamento para mulheres que buscam carreiras em tecnologia, mas até o momento seu programa não ajudou muito a diversificar sua força de trabalho. Em 2017, foram contratadas funcionárias para quase 25% das vagas em tecnologia, uma alta de 21% em relação a 2014, de acordo com relatórios da empresa — o que representa pouco.

A Apple e outras empresas de tecnologia afirmam que uma das principais razões pelas quais muitos homens estão em suas folhas de pagamento é que as mulheres não costumavam se especializar nas grades de Matemática e Ciências, necessárias para programar — algo, que, felizmente, vem mudando em todo o mundo.

Entretanto, ainda há muita discriminação por meio de uma hierarquia dominada pelos homens, em uma estrutura predominante no setor por décadas. Para saber mais sobre a iniciativa da Maçã e como se cadastrar, clique aqui.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Novo programa da Apple abre vagas gratuitas de mentorias para mulheres