Lojas de celulares na Coreia do Sul protestam contra políticas da Apple

1 min de leitura
Imagem de: Lojas de celulares na Coreia do Sul protestam contra políticas da Apple
Avatar do autor

A Associação de Distribuidores de Dispositivos Móveis da Coreia do Sul publicou um comunicado protestando contra o tratamento que a Apple dá para os varejistas do país. Algumas delas estão se organizando com três operadoras locais para entrar na justiça contra a companhia norte-americana responsável pelo iPhone.

A causa do embate tem relação com os celulares que são colocados nas lojas para demonstração, permitindo que os clientes testem os aparelhos antes de decidir qual modelo comprar. Segundo os lojistas, todas as outras fabricantes emprestam esses smartphones gratuitamente para que sejam colocados em exposição, algo que não acontece no caso da Apple.

A associação afirma que a companhia cobra até mesmo por esses aparelhos e ainda impõe uma série de restrições sobre a forma como eles serão exibidos, incluindo a posição de cada pôster promocional e até mesmo o local de instalação dos móveis com os aparelhos dentro do estabelecimento. Os protestos de agora foram incentivados pelo aumento nos gastos, resultado dos altos preços cobrados pelos últimos modelos de iPhone.

Ainda de acordo com a instituição que representa as lojas, a Apple só permite a venda dos seus smartphones em locais que cumpram todos esses requisitos. A associação está calculando os prejuízos causados por essa política antes de entrar na justiça.

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Veja também
Lojas de celulares na Coreia do Sul protestam contra políticas da Apple