A IBM publicou um vídeo promocional informando sobre várias melhorias em sua “Blockchain Platform”. A maior novidade é que, agora, a empresa oferece suporte para desenvolvedores de provedores em nuvem de terceiros, incluindo o AWS (Amazon Web Services). Sendo assim, o ambiente IBM Cloud não será mais exigido, o que deve ampliar a gama de clientes substancialmente.

A princípio, a empresa cita a “Blockchain Platform for AWS” como ambiente preferencial, mas provavelmente ela deve criar soluções adaptadas a outros provedores. Para promover as melhorias de sua plataforma, ela está oferecendo US$ 500 em créditos para qualquer pessoa que esteja interessada em utilizá-la em caráter experimental.

Além de expandir o suporte para serviços em nuvem de terceiros, a IBM também anunciou o serviço Private Cloud, que visa a garantia de se adequar a novos regulamentos, como o GDPR. Como exclusividades, o Private Cloud vai proporcionar “redes gerenciadas por encomenda” com mais “flexibilidade” e “maior controle” sobre os dados.

A segurança, robustez e confiabilidade da blockchain conquistaram em cheio as gigantes de tecnologia. Além da IBM, ainda temos Amazon, Microsoft e Google, que também anunciaram soluções parecidas em nuvem, para o desenvolvimento baseado em blockchain.

Mas a IBM quer ainda mais. Recentemente ela se mostrou interessada em adquirir a divisão em nuvem da Red Hat por US$ 34 bilhões.