Um tweet de Elon Musk publicado na última segunda-feira (12) não foi bem recebido pela indústria de bebidas do México. Isso porque o empresário, diretor-executivo da Tesla e da SpaceX, confirmou sua pretensão de registar a marca Teslaquila e lançar uma tequila feita para fãs da Tesla. Afinal, criar produtos que não têm muita relação com o objetivo real da empresa não são novidade para Musk.

Mas as coisas não são tão simples assim, de acordo com o Conselho Regulador de Tequila do México (CRT). A organização afirmou que o nome Teslaquila evoca a palavra tequila e lembrou que é preciso cumprir certas regras para utilizar essa denominação. Segundo a lei mexicana, as bebidas só podem receber o nome de tequila caso sejam produzidas a partir da planta agave-azul em algumas regiões específicas do país.

Em um comunicado publicado pelo CRT, o conselho afirma que Musk teria que se associar a algum produtor registrado, cumprir certos requisitos e pedir autorização de uso desse nome para o órgão de administração de patentes e marcas registradas do México. Sem isso feito, a bebida não poderia ser considerada uma tequila e o nome Teslaquila iria apenas confundir os consumidores, que pensariam estar comprando uma tequila de verdade.

A Tesla foi procurada pela agência de notícias Reuters para se pronunciar, mas preferiu não responder. A empresa está tentando registrar o nome Teslaquila como uma marca registrada no México, nos Estados Unidos, na União Europeia e na Jamaica, descrevendo a bebida como um “licor destilado de agave” ou um “licor destilado de agave-azul”.