Google cobra licenciamento de apps dos fabricantes europeus com Android

1 min de leitura
Imagem de: Google cobra licenciamento de apps dos fabricantes europeus com Android
Avatar do autor

Google vai passar a cobrar o uso de sua suíte de aplicativos em aparelhos com Android fabricados por empresas que fazem parte do Espaço Econômico Europeu (EEA, em inglês) — os 28 países da União Europeia, além da Islândia, Liechtenstein e Noruega. Além disso, a companhia permitirá o uso de versões concorrentes de seu sistema operacional em seus aparelhos. Ambas as medidas são consequências da pena, com multa bilionária, aplicada pela Comissão Europeia em julho.

Empresa diz que medida vem para compensar perdas na receita na UE

Anteriormente, caso as montadoras quisessem instalar o buscador e o Chrome no Android eles tinham também que embutir a Play Store e outros aplicativos do ecossistema de Mountain View. Agora, a Google oferece dois pacotes de licenciamento: um somente com o Google Search e o Chrome e outro com os demais softwares.

Segundo a empresa, é uma forma de compensar a perda de receita perdida com a adequação às imposições da UE. “A pré-instalação do Google Search e do Chrome junto com nossos outros aplicativos nos ajudou a financiar o desenvolvimento e a distribuição gratuita do Android, apresentaremos um novo contrato de licenciamento pago para smartphones e tablets enviados para o EEA”, comunicou Hiroshi Lockheimer, vice-presidente sênior de Plataformas & Ecossistemas.

A Gigante das Buscas deve trabalhar ao lado dos parceiros para facilitar a transição. As novas opções entram em vigor no dia 29 de outubro, para todos os novos smartphones e tablets lançados no EEA.

Cupons de desconto TecMundo:

Comentários

Conteúdo disponível somente online
Google cobra licenciamento de apps dos fabricantes europeus com Android