Apple pode ter a venda de modelos recentes de iPhoneiPad proibida na Coreia do Sul, mas uma ironia do destino pode fazer com que a sua maior rival no mercado da tecnologia seja a salvadora da empresa.

De acordo com o site Patently Apple, a Maçã atualmente enfrenta um processo por infringir patentes da tecnologia FinFET de transistores 3D utilizada em processadores. O Korea Advanced Institute of Science and Technology (KAIST) acusa a gigante norte-americana de usar a plataforma sem os devidos pagamentos e, ao que tudo indica, a decisão será favorável para o lado da acusação.

A Apple já conseguiu adiar a decisão por duas vezes, mas um veredito desfavorável faria com que quatro tipos de iPad (os três tamanhos do iPad Pro e a versão de 9,7"), o iPhone 8, 8 Plus e iPhone X sejam proibidos de serem comercializados na Coreia do Sul.

Vale lembrar que a marca utiliza atualmente processadores da fabricante TSMC, que não foi o alvo direto do processo.

Uma luz no fim do túnel

Acontece que a Samsung também está nessa confusão e pode ajudar a Apple a revogar essa proibição. A sul-coreana perdeu um processo parecido no primeiro semestre para a própria KAIST nos Estados Unidos e foi condenada a pagar US$ 400 milhões em royalties e indenizações.

Só que ela agora entregou evidências em cortes da Coreia do Sul e dos Estados Unidos que cassam o registro da propriedade intelectual do KAIST — e, caso a patente seja mesmo invalidada, o processo contra a Apple também não deve acontecer.

A criação da tecnologia FinFET é de fato bastante controversa, mas a patente inicialmente registrada pelo KAIST vem de estudos feitos em 2001 ainda na Coreia do Sul. O recurso da Samsung e o processo da Apple ainda não têm data para serem julgados.

Cupons de desconto TecMundo: